Postagens populares

sábado, 1 de outubro de 2016

QUIMIOTERAPIA: QUEM DISSE QUE É FÁCIL? Enjoo, vômito, boca seca, gases, constipação, mucosite, diarreia e o escambal!



QUIMIOTERAPIA: uma etapa F*, mas faz parte do caminho da cura!

Deise e mamis! Menina show de bola! Deus lhe abençoe! Booooooora pra cura!




"AINDA QUE EU ANDE PELO VALE DA SOMBRA DA MORTE..."
Caraca, véi.... na boa mesmo........ andei por esse tal de vale aí nos últimos 4 dias...... Mas que efeitos de quimioterapia são esses???? Doía até os fios de cabelo que eu nem tenho mais!!!!
Jesus, Maria e José (como diria minha mãe)!!!! E tem aquela parte do "segura na mãe de Deus e vai..."
Ah tá!!!! se eu tivesse segurado na mão de Deus, do jeito que fiquei mal, já teria sido puxada para o andar de cima (ou de baixo, sei lá) faz tempo.....
Hoje tô me sentindo quase humana de novo, e espero não precisar mais de Tylex, Tramal, Dramin e meus outros amiguinhos prá conseguir levantar da cama...
Mas me resta uma alegria: eu sei, com cada fibra do meu ser, que esse desgraçado desse câncer está sofrendo tanto quanto eu com esse tratamento.... Ah está sim!!!!!! Porque aqui, meu velho, é Jesus na causa, viu????? Voce pode até me passar uma rasteira, mas quero ver ter peito(trocadilho infame) prá enfrentar meu Pai lá de cima....
E simbora lá, aproveitar a disposição e recuperação até a próxima batalha.......
E já agradecendo ao carinho de todos que se preocuparam comigo, que me procuraram, ofereceram apoio e orações..."



Deise de Jesus Lourenço. E simbora lá, aproveitar a disposição e recuperação até a próxima batalha.......



Que a QT, quimio, quimioterapia é o bicho, só quem passa sabe! Vermelhinhas, branquinhas, na veia, artéria, goela abaixo e até dentro do corpo matando o inimigo! O que importa é estar pronta pra mais uma, mais outras. É sobreviver vivendo a quimio! E leva melhor quem não se deixa abater, não se entrega ao medo e no intervalo da "dolorosa" deixa o corpo prontinho para o combate: alimentação, muiiiiiiiiiiiiiita hidratação, exercícios físicos se liberados pelos médicos. A bicha joga a gente no chão; uns dão uma balançada, outros ficam de joelhos, muitos de quatro e alguns beijam a lona mesmo[meu caso]!
Eu dei trabalho e alego inexistência de grupos de apoio, principalmente virtuais, de pessoas que estavam como eu na mesma luta e gente super hiper mega plus corajosa e alto astra, guerreira, como Deise de Jesus Lourenço que no bom humor encara e "peita" o fedaputo do câncer! DESABAFAR SENTIMENTOS FAZ SUPER BEM PARA A SAÚDE GERAL E DA CABEÇA EM PARTICULAR! Hoje sou adepta da escritaterapia, choroterapia e palavrãoterapia. As preces e orações sempre ajudam e muito, mas tem dia que a gente precisa e deve chutar o pau da barraca! Pronto, falei.
Meu fiasco há 14 anos atrás...abafa o caso! Era assim: eu ia à lona por uns 4 a 5 dias e assim que a tormenta passava vinha a disciplina de hidratação, alimentação [sem apetite, enjoada, sem paladar, sem saliva e aquele gosto de alumínio e shampoo denorex na boca], caminhadas, subir escadas, dançar, faxinar(afff), fazer qualquer coisa pra ocupar a cabeça e me livrar do medão! Seis vermelhinhas na veia, 21 a 27 dias entre as sessões pela baixa dos leucócitos. Perdi muiiiiiiiiiiiiiiito peso!Venci sem louvores, data vênia, mas venci! NÃO DÁ PRA TIRAR DE LETRA! Mas tem dicas de alimentação, exercícios respiratórios, hidratação, apoio virtual e real que estão ajudando e muiiiiiiiiiiiiito a passar esta etapa no caminho da cura! Primeira dica é FÉ, foco na cura e pensamento positivo! A força vem de Deus e Deus nos aparece e ampara e conforta de muitas formas! As demais dicas vou apenas copiar e colar de sites super legais que não existiam lá em 2002, aliás, o Google acabou de completar 18 aninhos, os blogs e twitter são de 2006 e o Facebook começou outro dia!
ESTE É O SITE QUE MAIS AMO: www.oncoguia.com.br  tem tudo sobre direitos do paciente, alimentação, nutrição, depoimentos, tira dúvidas,  etc e tal também! Entre uma sessão de quimio e outra busque alimentar-se conforme as dicas abaixo recolhidas de várias pessoas que passaram ou estão na luta vivendo a quimioterapia! Lembre-se que ninguém fica gordo ou magro durante a quimioterapia, a gente fica em tratamento e focado na cura. Peso a gente ganha ou perde depois!
 Passe no site e confira tudo que há e o que lhe interessa nesta etapa do tratamento, difícil, mas não impossível de encarar! Obrigada Deise pela caridade em partilhar o seu "momento" quimio que vai ajudar quem está na mesma situação e nem sabe que pode contar com a solidariedade virtual!

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/alimentos-saiba-o-que-ajuda-e-o-que-e-melhor-evitar/239/23/



Dicas Nutricionais que podem Amenizar os Efeitos Colaterais da Quimioterapia 

Náuseas e Vômitos 

São relatados pelos pacientes como o efeito colateral mais desagradável do tratamento. Aproximadamente 30% das drogas quimioterápicas provocam náuseas e vômitos. Alguns pacientes acabam desenvolvendo estímulos condicionados, ou seja, associam o tratamento com os efeitos e então eles aparecem. Seu médico pode orientar o uso de antieméticos sempre que necessário. 

Experimente
  • Mingau de aveia.
  • Torradas.
  • Biscoitos integrais.
  • Bolachas cream cracker.
  • Alimentos frios.
  • Sucos de frutas, frutas em pedaços.
  • Água de coco.
  • Gelatinas e sorvetes de frutas.
  • Iogurte.
  • Raspadinha de gelo.
Evite
  • Alimentos quentes.
  • Alimentos gordurosos.
  • Alimentos fritos.
  • Alimentos muito doces.
  • Condimentos, pimentas.
  • Alimentos com odores fortes. 
Sugestões
  • Faça uma dieta fracionada, comendo pequenas quantidades, lenta e frequentemente.
  • Evite a ingestão de líquidos junto às refeições.
  • Evite comer em locais abafados, quentes ou com odores que possam causar náuseas.
  • Não tente ingerir seus alimentos preferidos quando sentir náuseas.
  • Descanse após refeições, pois a atividade pode retardar a digestão.
  • Se a náusea costuma aparecer durante o tratamento, evite comer 1 ou 2h horas antes da quimioterapia ou radioterapia.
  • Tente descobrir quando a náusea ocorre e qual sua causa.
  • Introduza mudanças no seu plano alimentar. Fale com o médico ou nutricionista.

Vômitos
O vômito pode seguir à náusea e ser provocado pelo tratamento, por odores de alimentos, pela presença de gases no estômago. Se o vômito for intenso ou durar alguns dias entre em contato com seu médico. Após o vômito: 

  • Beber pequenas quantidades de líquidos, se possível 50ml de 20/20 minutos.
  • Experimente uma dieta líquida, até conseguir retornar a sua alimentação normal, gradualmente.
  • Faça uma dieta fracionada, se possível, comendo de 2/2 horas.
 
Evite 
 
  • Comer enquanto os vômitos não estiverem controlados.
 
Perda de Apetite (Anorexia) 

A perda ou a falta de apetite é um dos problemas mais comuns do tratamento. Muitas coisas afetam o apetite, inclusive o mal-estar e a depressão. As sugestões a seguir podem auxiliá-los a tornar mais agradável a hora das refeições para que você tenha mais vontade de comer: 

  • Varie cores dos alimentos servidos no seu prato. Arranje-os atrativamente.
  • Não coma com pressa.
  • Ocupe-se com suas atividades normais. No entanto, se não estiver com vontade e não quiser participar delas, não se sinta obrigado a isso.
  • Tente mudar a hora, o lugar e o ambiente onde comer. Coloque uma mesa colorida, ouça música suave enquanto come. Coma com outras pessoas.
  • Várias e pequenas refeições ao longo do dia podem dar melhores resultados.
 
Experimente 

  • Dieta Fracionada.
  • Utilizar em suas refeições os alimentos de sua preferência.
  • Milk Shake, iogurte com frutas, sorvete, vitaminas.
  • Variar as cores dos alimentos no seu prato. 
 
Evite 
 
  • Ficar sem se alimentar.
 
Diarreia 

É um dos efeitos indesejados que pode surgir com o uso da Quimioterapia, mas também pode estar relacionado à ansiedade, nervosismo, alimentação e outras medicações. 

O primeiro cuidado é com a alimentação, que passa a ter uma finalidade obstipante. 
A diarréia pode ocasionar desconforto abdominal acompanhada de distúrbios hidroeletrolíticos e de absorção, podendo causar outros problemas, como desidratação e aumentar o risco de infecção. Entre em contato com seu médico se a diarréia for intensa ou durar mais de dois dias. 

Experimente 

  • Hidratar-se bem durante o dia com sucos permitidos, água, água de côco.
  • Preparações a base de maisena, purê de batata, mandioca, mandioquinha, arroz, macarrão e cará.
  • Preparar purês sem leite.
  • Ingerir caldo de carne.
  • Fécula de batata.
  • Ovos cozidos.
 
Evite 

  • Frutas como: laranja, mamão, manga, ameixa, mexerica.
  • Ingerir frutas com casca e bagaço.
  • Saladas cruas, verduras refogadas, legumes, feijão, ervilha, milho.
  • Leite e seus derivados (iogurte, coalhada, creme de leite).
  • Alimentos integrais como: arroz integral, aveia, pão integral, farelos, sementes, gérmen de trigo.
  • Picles, azeitona, e molhos com vegetais.
  • Frutas secas, amendoins, pipoca, côco.
  • Frituras e alimentos gordurosos
 
Dicas

  • Faça uma dieta fracionada comendo várias vezes ao dia.
  • Procure ingerir alimentos e líquidos que contenham sódio e potássio, que são eliminados durante a diarreia.
  • Após acessos súbitos e curtos de diarréia faça uma dieta líquida nas primeiras 12h a 14h.
 
Constipação 

Outro efeito da Quimioterapia que também pode ter diferentes etiologias como: uso de outras medicações, alimentação incorreta e a ausência de exercício por parte do paciente. As medidas de controle iniciam-se com a alimentação que passa a ser rica em fibras. Em casos extremos utiliza-se medicação, após consulta com o seu médico.

Experimente

  • Bater ameixa seca com iogurte e aveia.
  • Frutas como laranja, mamão, abacaxi, mexerica, manga, pêra, ameixa, sempre que possível com casca e bagaço. Utilize 3-5 porções por dia.
  • No almoço e jantar: saladas cruas, verduras refogadas, legumes, feijão, milho.
  • Acrescentar cereais integrais no dia-a-dia, como arroz integral, pão integral, aveia, farelo de trigo, musli, granola.
 
Evite 

  • Preparações à base de maisena, molhos brancos e gratinados, bolos, farinha, pão branco, arroz branco, macarrão, tortas.
 
Dica

Utilize 8 a 10 copos de líquidos por dia. Faça 6 refeições ao dia mastigando bem os alimentos e mantendo regularidade nos horários (3/3horas). 

Ganho de Peso 

Às vezes, os pacientes engordam durante o tratamento mesmo sem ingerirem calorias em excesso. Certos medicamentos contra o câncer podem causar retenção de líquidos pelo organismo, o que induz ao ganho de peso, a isso se dá o nome de edema. O peso extra é constituído por água, e não significa que você está comendo exageradamente. 

Em alguns casos, o excesso de calorias na alimentação proveniente de uma dieta desbalanceada rica em gorduras, doces e frituras pode levar ao ganho de peso. Consulte sua nutricionista para uma alimentação adequada. Não faça dietas sem orientações, isso pode ser prejudicial a sua saúde e ao seu tratamento. 

Intolerância à Lactose 

Intolerância à lactose significa que o organismo não consegue digerir ou absorver o açúcar existente no leite, chamado lactose. A intolerância a lactose pode ocorrer após tratamento com antibióticos, com a radiação no estômago ou com qualquer tratamento que afete o tubo digestivo. Em algumas pessoas, os sintomas como gases, cólicas e diarréia desaparecem algumas semanas depois do término do tratamento. Para outras, poderá ser necessária uma mudança permanente nos hábitos alimentares.

Experimente 

  • Leite de soja.
  • Leite com pouca lactose. 
 
Evite 

  • Leite e derivados.
 
Plenitude Gástrica 

Plenitude gástrica pode se manifestar com a sensação de estômago cheio muito rapidamente.

Experimente 

  • Fazer pequenas refeições várias vezes ao dia utilizando alimentos mais leves.
  • Alimentar-se devagar.
 
Evite 

  • Alimentos gordurosos, frituras, manteiga e molhos ricos em gorduras.
  • Líquidos junto às refeições.
 
Dores na Boca ou Garganta 

A radioterapia, os medicamentos contra o câncer e as infecções frequentemente produzem sensibilidade na boca ou nas gengivas e dor na garganta ou no esôfago. Certos alimentos irritam ainda mais a boca que já esteja sensível, dificultando a mastigação e a deglutição. 

A escolha correta do alimento e a adoção de cuidados especiais com a boca podem facilitar o ato de comer. Experimente alimentos fáceis de mastigar e engolir como:

  • Milk Shakes.
  • Bananas, purês de frutas.
  • Caldas e cremes de pêssego, damasco, pêra.
  • Melancia.
  • Queijo Cottage.
  • Purê de batatas.
  • Macarrão.
  • Queijo cremoso.
  • Cremes, pudins, gelatinas.
  • Ovos mexidos.
  • Mingau de aveia.
  • Purê de legumes. 
 
Evite 

  • Frutas cítricas e seus sucos (laranja, tangerina).
  • Alimentos condimentados ou salgados.
  • Alimentos duros, ásperos ou secos, como legumes crus, granola, torradas, biscoito.
 
Dicas

  • Cozinhe alimentos até que fiquem pastosos e tenros. 
  • Corte tudo em pedaços pequenos. 
  • Misture os alimentos com manteiga, molhos e caldos para facilitar a deglutição. 
  • Use liquidificador ou processador para fazer purês. 
  • Use canudinho para beber líquidos.
  • Experimente comer os alimentos frios ou na temperatura ambiente.
  • Se os dentes e as gengivas estiverem sensíveis, o dentista poderá recomendar algum produto especial para a sua higiene bucal.
 
Alterações no Paladar e Olfato 

As sensações de alteração no olfato e paladar podem mudar durante o período de tratamento devido a uma condição de perda ou enfraquecimento da sensação gustativa, os alimentos podem parecer "ter gosto amargo ou metálico”, especialmente a carne ou outros alimentos ricos em proteínas. Outros parecerão "ter menos sabor”. A Quimioterapia e a Radioterapia podem causar esses problemas. 

Experimente 

  • Alimento com sabor forte.
  • Utilizar ervas aromáticas para temperar os alimentos como: salsinha, cebolinha, orégano, alecrim, manjericão, hortelã.
  • Utilizar bacon, presunto, queijos, molho, para dar sabor aos alimentos.
 
Evite 

  • Alimentos brandos, com pouco sal e ou temperos.
 
Dica
 
Melhore o aroma da carne de vaca, frango ou peixe deixando-o de molho em sucos doces de frutas, vinho doce, molhos agridoce. 

Mucosite 

Também chamada de estomatite. É caracterizada pelo surgimento de úlceras na boca e língua. 

Algumas vezes provoca apenas sensibilidade a alimentos ácidos e quentes, mas na maioria dos casos compromete seriamente a ingestão dos alimentos. A higiene adequada é fundamental e deve ser observada cuidadosamente. 

Experimente 

  • Alimentos como caldos, sopas, vitaminas.
  • Uma dieta pastosa.
  • Alterar textura e temperatura dos alimentos.
  • Alimentos macios e de fácil deglutição: melão, uva, milk shake, banana cozida, pêra mole, pêssego, melancia, purês, queijos cremosos, gelatinas, pudins, ovos mexidos, mingau, líquidos.
  • Liquidificar os alimentos.
  • Acrescentar margarina e molhos não picantes às refeições.
 
Evite 

  • Sucos e frutas críticas, alimentos crus, pães, entradas temperadas, alimentos muito frios, picles, comidas salgadas e apimentadas, torrada, granola, alimentos secos.
 
Xerostomia (Boca Seca)

A quimioterapia e a radioterapia na cabeça ou na região do pescoço podem reduzir o fluxo de saliva, causando "boca seca”. Essa sensação causa desconforto, dificultando a mastigação e deglutição, podendo inclusive alterar o sabor dos alimentos favorecendo a inapetência. As sugestões abaixo podem ajudar a enfrentar esse problema. 

Experimente 

  • Pudins, purês, iogurtes, milk-shakes, sorvetes, queijos cremosos, gelatinas.
  • Utilize preparações com molhos como: molho tártaro, molho rose, molho com creme de leite. 
 
Evite 

  • Alimentos ácidos ou muito salgados.
  • Temperos fortes como pimenta e cravos.
  • Alimentos ásperos como: farelos, cereais crus, torradas. 
  • Utilize goles de água frequentemente para facilitar a deglutição.
  • Mantenha os lábios protegidos com manteiga de cacau. 
  • Alimentos frios ou a temperatura ambiente são mais tolerados. 
  • Se necessário, liquidificar os alimentos ou embeber os alimentos em leite ou chás.

VISITE O SITE E TIRE MUITAS DÚVIDAS! PARABÉNS ONCOGUIA!

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/alimentos-saiba-o-que-ajuda-e-o-que-e-melhor-evitar/239/23/