Postagens populares

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

CÂNCER: ESVAZIAMENTO AXILAR, LINFOEDEMA, PNE E CARTEIRA DE HABILITAÇÃO

ESVAZIAMENTO AXILAR LINFOEDEMA, PNE E CARTEIRA DE HABILITAÇÃO


Marina da Silva

Para você que está cheio(a) de dúvidas sobre dirigir ou tirar carteira nacional de habilitação- CNH após o esvaziamento axilar...escrevi este texto!
Nem todos os pacientes vítimas do câncer de mama precisam esvaziar a axila, isto é, submeter-se à linfadenectomia, o mesmo que a retirada de linfonodos ou gânglios linfáticos. Somente os pacientes com metástases na axila é que passarão por etapa do tratamento. Primeiro vamos saber que "trem é esse uai"?
www.google.com.br/images: Sistema linfático.

"Sistema paralelo ao circulatório, constituído por uma vasta rede de vasos semelhantes às veias (vasos linfáticos), que se distribuem por todo o corpo e recolhem o líquido tissular que não retornou aos capilares sangüíneos, filtrando-o e reconduzindo-o à circulação sangüínea. É constituído pela linfa, vasos e órgãos linfáticos. Os capilares linfáticos estão presentes em quase todos os tecidos do corpo. Capilares mais finos vão se unindo em vasos linfáticos maiores, que terminam em dois grandes dutos principais: o duto torácico (recebe a linfa procedente da parte inferior do corpo, do lado esquerdo da cabeça, do braço esquerdo e de partes do tórax) e o duto linfático (recebe a linfa procedente do lado direito da cabeça, do braço direito e de parte do tórax), que desembocam em veias próximas ao coração. Linfa: líquido que circula pelos vasos linfáticos. Sua composição é semelhante à do sangue, mas não possui hemácias, apesar de conter glóbulos brancos dos quais 99% são linfócitos.  No sangue os linfócitos representam cerca de 50% do total de glóbulos brancos."1


O que classifica a pessoa vitima do câncer de mama e/ou outros como Portadora de Necessidades Especias-PNE não é a retirada total da mama (mastectomia radical) e SIM, O ESVAZIAMENTO AXILAR! Isto porque  com a rede linfática do lado operado comprometida, o risco do inchaço ou edema, infecções podem levar ao linfoedema, uma condição permanente e que pode acontecer em qualquer momento da vida e pode se tornar crônico e um incômodo (peso, dores, danos psicológicos) para sempre!
www.google.com.br/images. Linfoedema relacionado ao câncer  e  retirada dos linfonodos (de mama, ovários, útero, próstata, escroto, etc).


Vamos ao meu caso...
Entre 2002-2003 fiz o tratamento de câncer de mama: diagnóstico de carcinoma invasivo mama D e metástase axilar. Um pacote VIP:  zilhões de exames, biópsias, mastectomia radical+esvaziamento axilar+reconstrução da mama via TRAM- transposição de músculo + quimioterapia+radioterapia e seis anos de hormonoterapia com o Tamoxifeno.
Foto Marina da Silva.

 A tentativa de fazer o bico do peito com levantamento de retalho não deu certo devido a radiação na área operada. A radioterapia deu fibroses nas cicatrizes, principalmente na área próxima ao braço causando uma retração do tecido e encurtamento do movimento, limitando os movimentos, causando dores, inchaços e...revolta! rsrsrs A fisioterapia me salvou! E o psiquiatra-psicanalista também!kkkkk O esvaziamento axilar me tornou, dentro da Legislação, uma pessoa PNE- Portadora de Necessidades Especiais.
Lá pelas tantas do tratamento e ainda terminando a quimioterapia, resolvi, do meio do nada, entrar para a auto-escola e tirar minha CNH-Especial. Achei uma auto-escola no bairro, me matriculei, fiz aquele curso chato obrigatório que ninguém fica dentro da sala de aula (assina a folha de presença e vaza). Antes compareci ao DETRAN e fui encaminhada para a perícia médica na JARI2. Levei o laudo do meu mastologista confirmando  o câncer de mama e o esvaziamento axilar e tudo com o Código Internacional de Doenças-CID; paguei todas as taxas e fiz a consulta com os peritos, que no meu caso envolveu dirigir num simulador para medir a força dos braços e prescrever o tipo de carro que posso dirigir + um adaptador bolinha, encomendado ali mesmo no DETRAN, para ser colocado no volante de um carro com direção hidráulica. Esta foi minha pauta enviada para a auto-escola.
Fiz umas "TROCENTAS" aulas de direção em um carro de direção MECÂNICA e olha que todos na auto-escola tinham ciência do câncer de mama e eles estavam com minha pauta do DETRAN. Sentia muitas dores no braço e na mama e quando chegava em casa: analgésico forte, pomadas analgésicas, gelo, massageadores, auto-drenagem linfática. Repetia todos os exercícios que fazia na fisioterapia todos os dias em casa. Morria de medo do braço ficar inchado!

***
Dia do exame no Detran

Fui com o motorista da auto-escola e naquele carrinho "dusinfernú". Chegando minha vez o policial civil me mandou para o carro me preparar. Eram dois policiais; um sentou ao meu lado e o outro com a prancheta bem no meio do assento traseiro me intimidando pelos espelhos retrovisores interno e externo.
"A senhora está pronta? Está tranquila? Pode começar..." Liguei o carro e...
"Pode desligar e parar tudo"! Gritou o policial lá de trás.
Na hora pensei: "que "cagada" eu fiz meu Deus?"
"A senhora não pode dirigir este tipo de carro! Tem que ser um com direção hidráulica"!
"Uai? Ninguém me avisou esse trem nem aqui nem na auto-escola"! Respondi.
Menti.
Como eu havia feito todos os exames na JARI e todos os testes e consultas com peritos para PNE, claro que eles me falaram tudo isto. Já a auto-escola tinha minha pauta...
"Eu até tenho carro com direção hidráulica...novíssimo!" Lembrei. Afff poderia ter feito as aulas e a prova nele. O problema é que em perrengues graves a gente pira o cabeção, fica surdo, mudo, cego e desmemoriado!:(
Eu já havia desistido de tudo quando o professor chegou até mim e me apresentou uma solução: ele conseguira um carro com direção hidráulica emprestado com um amigo de outra auto-escola e conversado com os policiais. Se quisesse poderia fazer o exame naquela hora. Topei.
"Carro é tudo igual" -pensei- então fui lá e mexi no carro, liguei, troquei as marchas e apenas a marcha-ré era diferente. Em poucos minutos...Está dominada!
Sai para o exame dirigindo com o coração na garganta e batendo como louco e aflita com a conversação do policial de trás que era quem dava as ordens: "avance, vire ali, faça controle de embreagem. Por que a senhora fez assim, por que fez assado. Tem que esperar meus comandos...". Já no finalzinho da prova veio  a BALIZA, que é o estacionamento entre barreiras. Errei na primeira porque não consegui abraçar o banco do passageiro enquanto olhava para trás. Quando estava me matando para fazer certinho na segunda tentativa ele soltou um "ela não vai conseguir com este braço; ela nunca vai conseguir...
Surtei geral! Gente, um trem subiu na minha cabeça e explodi! Arranquei a peruca e joguei lá trás bem no colo do policial. Pegos no susto eles perguntaram: "O que foi senhora?" E eu: NADA! Esta peruca está me esquentando!"
Então arranquei o carro, não obedeci mais nenhum comando e me dirigi para a JARI deixando os homens pasmos não sei se com meu comportamento ou minha careca ou os dois! rsrsrs
Já desci do carro chorando e só parei uns dois dias depois de tanto ódio que fiquei dos policiais! Fiquei dirigindo sem habilitação mesmo! Em 2004, já estabilizada com o tratamento psiquiátrico e psicanalítico fiz mais umas dez aulas e na segunda ou terceira tentativa tirei minha CNH-Especial. Chorei até mais não e a foto ficou com aquela cara de merda!

***
SE VOCÊ FICOU NA CONDIÇÃO PNE ACONSELHO:

* NÃO FAÇA O QUE EU FIZ!

*Se já dirige e quer só mudar a CNH para carteira especial: dirija-se ao Detran de sua cidade, consulte a documentação necessária, leve o laudo médico recente que comprove a situação PNE, pague as taxas, agende a perícia. Pode ser que exijam exame de rua ou não;

*Se resolveu aprender a dirigir ou sabe dirigir e não tem carteira: NÃO ENTRE EM AUTO-ESCOLA antes de ir ao DETRAN e fazer a perícia médica para PNE. Pegue o laudo recente do(a)  médico(a) (mastologista, oncologista, cirurgião) que está lhe acompanhando. Dirija-se ao DETRAN, pegue as informações, pague as taxas, agende a perícia e só depois contrate uma auto-escola que receberá sua pauta com todas as prescrições médicas periciadas.

* Na auto-escola informe que é PNE e não pode treinar em carros com direção mecânica e sim, só hidráulica. Se for indicado um "adaptador bolinha" para o volante, providencie um. O Detran me deu os contatos para comprar o meu adaptador.

* NÃO DIRIJA sem luvas ou faixas compressoras carros com direção mecânica por longos períodos. Multa é alta e tira pontos na carteira.
Foto Marina da Silva. Eu toda aparatada para fazer serviços domésticos. Limite: 1H.


IMPORTANTE: o risco do linfoedema é para sempre! Eu sou uma mulher muito ativa e me tornei super ativa desde o câncer em 2002! No início abusei muito e paguei caro com muitas sessões de fisioterapias e dores, desconforto e medicamentos desnecessários. Aliás, até seguir meus limites e conselhos da fisioterapeuta, Drª. Hilda Iturriaga Jimenez, ganhei o apelido de "burrita"!
EM MINHA DEFESA ALEGO: metástases psicológicas (ideias malucas que tomam nossa cabeça) e insanidade temporária pelo medão de morrer (não morri...NEM DE MEDO!). rsrsrs
Também não havia redes sociais, tudo isto estava nascendo no início deste século: Orkut, Twitter, Blogs, Facebook, Istagran, What'sAp (zazapis). NÃO TINHA NINGUÉM QUE ESTIVESSE NA MESMA SITUAÇÃO QUE EU PARA CONVERSAR, DESABAFAR, TROCAR IDEIAS, SOLIDARIZAR, ETC E TAL TAMBÉM!

FINALMENTE: ainda tem dúvidas? Mande-as para o blog! Pergunte aqui uai! Abraço carinhoso. Marina. DEZESSEIS ANOS DE CURA! OBRIGADA JESUS!

Foto Marina da Silva. Eu e o auto-enfaixamento após a auto-drenagem linfática. É só repetir todos os exercícios da fisioterapia.


















Fontes
1.http://www.afh.bio.br/imune/linfa1.asp

sábado, 25 de novembro de 2017

CÂNCER: O MEDO É O PRINCIPAL INIMIGO

MEDO: a cabeça pira!

Marina da Silva

Há alguns anos, quando surgiram os blogs e passei a publicar sobre o perrengue que me abateu literalmente, jogou-me na lona, eu sempre busco falar da importância de não se deixar dominar pelo medo. Claro que o medo faz parte da vida e nos perrengues da vida, não só de doenças, qualquer coisa grave, o medão vem no pacote!
Eu não consegui lidar com o medo de morrer nem antes nem muito tempo depois, eu aprendi a viver com o medo com ajuda do tratamento psicológico e com os medicamentos tarjas-pretas. E estes não foram as únicas armas das quais lancei mão, mas foram  e são de excelente ajuda, afinal não morri nem do câncer nem do medo.
Ás vezes me pego pensando por que ninguém há quinze anos atrás [meu caso]   e mesmo no século passado e quiçá atualmente, se deu conta que a "cabeça" faz parte do corpo a ser tratado! Por cabeça entenda todos os sentimentos confusos,  conflitantes, tenebrosos, medos, enfim, tudo que assola a cabeça da pessoa diante de um diagnóstico de  câncer!
Parece que o tumor assume a identidade da gente e só se pensa e fala e trata o danado. O que está absolutamente correto, mas e o resto? Não sei com você, mas eu tive que pensar em tudo e todos: como contar para a família, como esconder para poupar a família, como contar para uma criança de sete aninhos sobre o perrengue, como a escola poderia ajudar, como voltar a estudar, trabalhar e acredite, até como seria a vida se eu não saísse viva para minha filha e ex-marido nas três décadas a partir de...Afff
Passei por todas as fases: o sustão, a queda, a negação, a blindagem da cabeça para seguir fingindo que era Mulher Maravilha, reunindo forças, montando um exército para não deixar a peteca cair; a virada Muié Marmota indo ao fundo do poço e aceitando o mais incrível: eu não era/sou a rainha da cocada baiana com pimenta!
Eu me perdi no diagnóstico e tive que vir catando os cacos e me reconstruindo aos poucos e me sentindo  Frankenstein e com raiva e ódio profundos de tudo, Deus incluso. Queria minha vida de volta! Pronto, falei!
Em 2001 havia celulares, internet,  redes sociais como Orkut, mas eu lidava muito pouco com as novas tecnologias. Era tudo muito novo, obscuro e havia a pregação do "mal da internet" desde os anos noventa! A moda eram os celulares e computadores pessoais e games.
O jeito que achei de enfrentar o medo da doença voltar foi ocupar minha cabeça 24H por dia, todos os dias do ano. Trabalho, muita faxina, estudos. Fiz duas especializações! kkkkkk
A escrita foi minha terapia e escrever um diário foi o melhor conselho que recebi, embora tenha zombado dele no início! Eu passei a prescrever a "escritaterapia" todas as vezes que tive chance pessoalmente e depois no blog e Twitter e Facebook e "zapis"!
Foi a forma ideal para mim, foi como combati o espalhamento de ideias malucas para a cabeça e lidei com o medo na fase terror!
E esta primeira escrita não ajustou os parafusos da minha cabeça, mas me deixou mais funcional, abusando da linguagem século XXI! A psicanálise, terapia da palavra, esta me ajudou muito e ajuda. Sempre que o "bicho pega" peço ajuda, socorro, salvação, dependendo do tamanho da "coisa".
Tem a Fé, mas esta vem em primeiro lugar de tudo! É dela que tirei forças para seguir o tratamento e me quitar fora da cabeça os pensamentos mórbidos e ideias malucas que chamo de metástases psicológicas.
Mas sempre fiquei com um "trem" mal ajambrado, inacabado, inadequado, indesejável na cabeça: por que ninguém pensava na minha cabeça?
Claro que pensavam tanto os médicos como familiares e amigos e colegas e vizinhos e até o síndico. rsrsrs
Livros, orações, presentes, visitas, conselhos! O medo do câncer impediu alguns de se aproximar e afastou alguns outros, entendi depois como parte da vida! Das curiosidades que me abalaram: uma era ter que fazer sexo para o homem não me abandonar! Gzuis! kkkkk Eu devia estar sempre bem, linda, recatada, dular? TNC! Fingi muito que tudo estava bem quando na verdade queria mesmo era ter tido coragem pra chutar o balde, soltar os cachorros, mandar para os quintos dusinfernú!
Até a minha "preciosa" vinha em primeiro lugar e não era para mim, para o meu prazer e minha alegria e sim para "nossa alegria"?kkkkkkk

***

Há algum tempo, e, infelizmente não sei precisar desde quando, notei a ausência do medo na minha pessoa e um desaceleramento geral. Quando isto aconteceu eu não sei, mas sei que é possível e talvez se eu tivesse as ferramentas corretas poderia ter lidado melhor com "minha cabeça" que ficou despregada do corpo, sabotada por mim, mas também por outros! 
Conversando comigo mesma eu sempre me dizia:
_Você não precisa de ninguém pra te ferrar! 
E eu mesma tinha que lidar comigo para não sabotar a minha própria pessoa! Soou esquisito néh? Nem sei se consigo repetir o que escrevi acima, mas tem isto mesmo comigo!
Escrever em blog foi outra ferramenta que me ajudou mais que eu possa ter ajudado outra pessoa, admito com orgulho e pesar: por que não haviam inventado os blogs, Twitter, Facebook, What'sapp lá nos idos do perrengue? Eu teria salvado a "minha cabeça" da minha cabeça! kkkkk

CONSELHO:  use e abuse das redes sociais, dos grupos de apoio virtuais CONFIÁVEIS! Achar alguém que viveu ou está vivendo o mesmo que nós e uma, duas, várias vezes e poder trocar ideias e sentimentos é muito bom, aliás, excelente para a cabeça. Descobrir que não está sozinho(a), que não é um(a) alienígena, que não está falando grego ou mandarim ao expor suas dúvidas, medos, angústias e questões que parecem bobinhas [ficar careca], mas são de transcendental importância para a gente SALVARÁ  a sua cabeça! Bj e pandiquejú. Marina

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

CÂNCER DE PRÓSTATA: DIA DO HOMEM?

DIA DO HOMEM
Marina da Silva
Entre uma exclamação de surpresa e alegria fui arrastada até a vitrine de uma loja de cosméticos.
_ Dia 15 de julho é dia do homem!!
_ Uai - pensei confusa - Já é dia dos pais?
_ Eu quero presente – informou sorrindo.
_ O que você quer ganhar?
_ Uma flor? Perguntou entre sarcástica e brincalhona a filha adolescente. A caminho de casa especulei sobre o porquê de uma data para comemorar o dia do homem. Está certo que nem todo homem é pai, porém... Todo dia não é dia do homem? Há quanto tempo dia 15 de julho virou o dia do homem? Quem definiu o dia do homem e por quê? O que está por trás disso tudo? Passei uma dezena de dias interrogando mulheres e homens, inclusive o meu.
_ Se tem dia das mulheres tem que ter o dia dos homens. Homens e mulheres têm direitos iguais, está nos termos da Constituição! Ok! Sustentação oral legal e nos temos da Lei, tema pacificado!
_ É brincadeira? Existe mesmo dia do homem? A maioria, de ambos os sexos, devolvendo-me a pergunta confusos. Cê tá zoando...
_ Claro que não! Eles não fizeram nada para merecer como nós mulheres!
_ Claro que sim! Você acha que ser homem é fácil? Aguentar mulher né brinquedo não!
_ Homem não merece! Não menstrua, não tem Tpm, não engravida, não tem menopausa e nunca vai parir! É mesmo- completei em pensamento – não usam absorventes nem touca nem rolinhos, sem falar nas famigeradas máscaras faciais!
_ Acho legal para a gente trocar presentes! Após ouvir prós e contras e conjecturar bastante fui a internet para uma pesquisa básica e descobri: pouco ou quase nada se sabe sobre o dia do homem! Não é um dia comemorado mundialmente; nada consta na Europa, Canadá, Austrália, Estados Unidos! Alguns relatos dão conta que o dia foi sugerido pelo ex presidente soviético Mikhail Gorbachev; outros afirmam que foi a ONU quem criou, no Brasil é idéia de uma empresa de cosméticos. Alguns países comemoram no dia 19 de novembro e aqui, do meio do nada, 15 de julho! “O Boticário des cobriu que existe o Dia do Homem - provavelmente pesquisa Google - e vai incorporá-lo no calendário de datas comemorativas da marca. Assim como o dia internacional da Mulher, o dia das Mães, o dia dos namorados, além do Natal, a partir deste ano a marca vai celebrar no dia 15 de julho o dia do Homem no Brasil.” (06-07-2009) De forma totalmente diversa ao 8 de março, Dia Internacional da Mulher que representa  lutas, conquistas, mortes por direitos civis, trabalhistas, posse do próprio corpo e sexualidade - no ocidente e ainda assim não extensivo a todas as mulheres - o 15 de julho, dia do homem cheira a estratégia mercadológica, incentivo consumista. Será possível reverter esta imagem de coisa “doada” e criada para o mercado e tornar o dia 15 de julho, Dia do Gênero Humano (homens e mulheres)? Um dia de luta por direitos ao trabalho, salário, saúde, educação, segurança, moradia, lazer, vida digna, igualdade entre os sexos, cooperação e execração do sexismo, das liberdades civis, de crenças (quaisquer uma), de opções sexuais, contra o racismo, etc, em todo o planeta?  Aceitando-se 15 de julho, o dia dos homens, é necessário impedir que ele se transforme meramente  no dia de receber flores e alertas sobre o câncer de próstata (2ª causa mortes de homens por câncer), dia do toque retal, de levar a “dedada”, venda de perfumes e camisetas como acontece atualmente ao Dia Internacional da Mulher! São inegáveis as lutas históricas das mulheres por seus direitos, principalmente nos séculos XIX e XX! Atualmente em alguns países 50% da força de trabalho é feminina, mas mesmo com Qi elevado, pós graduada, informatizada, auto-sufic iente, ela “não passa de uma mulher”. Cada vez mais aumentam as violências diversas contra mulheres e meninas e o crescimento ou invasão de mulheres no mercado de trabalho se dá de forma precária e usada para rebaixar os salários de homens e mulheres! Urge uma revolução masculina assim como aconteceu com a revolução feminina! Hodiernamente as mulheres estão mais preparadas, educadas, qualificadas e disputam pau-a-pau o mercado de trabalho antes dominado por homens, mas o fazem aviltadas, recebendo menos, em piores condições: nos Estados Unidos ganham 23% menos que os homens, na União européia a média ultrapassa 15% e no Brasil nem é bom falar! Não apenas os salários e as condições de trabalho feminino são precários, as mulheres ainda sofrem assédios vários (sexual, moral e o escambal) e tudo sem a menor chance de optar: trabalhar, estudar, casar, cuidar da casa e criar filhos vem num pacote só e muitas vezes sem o amparo masculino! As mulheres s empre trabalharam. Desde que a espécie desceu das árvores e durante todo o processo de construção da sociabilidade humana homens e mulheres trabalham! Foram as mulheres que, no século XX, durante as duas Grandes Guerras, ocuparam e substituiriam a força masculina dando suporte aos homens deslocados para as frentes de guerras. É impressionante o trabalho das mulheres na reconstrução de cidades arrasadas nas guerras (a título de exemplo, a força de reconstrução das alemãs). Quem é melhor: homem ou mulher? Quem é mais inteligente e tem mais neurônios? Quem produz mais? Quem é o mais forte? A pergunta deve ser outra: quem leva a melhor com esta disputa estúpida? Quem lucra alto com a guerra entre os sexos? É preciso romper com estas questões inúteis, improfícuas, meras cortinas de fumaça que justificam a exploração, opressão e expropriação brutal do trabalho e potencialidades de homens e mulheres! 19 de novembro ou 15 de julho? Não importa a data e sim o posicionar humano de homens e mulheres por uma vida humana rica, produtiva de e para ambos, lado a lado e não como opostos, adversários, fortalecendo o inimigo (aqueles que se enriquecem com o rebaixamento de homens e mulheres). É preciso resgatar a perspectiva e o sonho de uma vida autêntica, humana, construída por e para homens e mulheres e regadas a flores perfumes e champanhe! “O homem criou tanta coisa boa” e não somente perfumes e sempre com o auxílio das mulheres. Então...Viva 15 de Julho! Dia do Homem (do gênero humano)!






segunda-feira, 25 de setembro de 2017

CÂNCER E...9 ANOS DE CURA!

Meninas bom dia!!! Aqui está meu testemunho de luta. Por mais difícil q as coisas estejam. Tudo pode mudar, confie e entregue tudo nas Mãos de Deus!!! Tudo passa...
Hoje comemorando 9 anos de cura!! 🎉🎉🎉 Sim eu comemoro mesmo por cada segundo. São 9 anos turbulentos, uma verdadeira montanha russa. As pessoas às vezes não tem noção e não entendem o porque não esquecer tudo isso. Mas a vida de um paciente ou ex paciente oncologico é cheia de emoções, a cada suspeita que aparece...
Ver mais
Comentários
Sandra Rodrigues Faço minha as suas palavras....eu completando 5 anos de cura dia 26/06. E que cada dia seja único...e Força a todas que estão passando pelo mesma situação q passamos. Deus é fiel

Responder2 h
Remover
Lourdes Capitulino Glória a Deus😍

Responder1 h
Remover

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

CÂNCER: VIVENDO A VIDA!


Vida Segue...

Rosângela Única

Nesse mundo chamado de "paciente oncológico"sempre vem mulheres até mim, perguntam várias coisas e sempre esculto " ...Rô, que dia minha vida volta como era antes do câncer?..." ufa!!!
Sempre sou muito clara na minha experiência desse novo mundo, então digo que, não sei se você vai ter sua vida de volta como era antes, não dá para ser como antes nunca mais, porque você já sentou na "cadeira mágica da tal quimioterapia"...
Entenda que a vida está te oferecendo uma página em branco para você reescrever ou recomeçar sua história, o que você acha que é bom para você e que será melhor nessa nova vida, em todos os sentidos da vida...
Você então tem uma grande oportunidade de ver o que é bom ou ruim e principalmente excluir o que não te cabe mais, afinal você não luta para viver uma vida mais ou menos, então isso não faz mais parte de você, aceitar qualquer coisa... Tudo é muito intenso, claro que não é nada fácil, mas quem foi que disse que a vida tem graça quando a coisa é fácil? Pense e lembre que se a vida tá fácil demais, tem alguma coisa errada, desde casamento capa de revista até porta retrato de família feliz...
Vamos agradecer a oportunidade de estar aqui e bora lá viver um dia de cada vez 😘😘
Vida Segue...
Rosângela Única

domingo, 20 de agosto de 2017

CÂNCER: PERÍCIA INSS

Sobre a tal da perícia médica do INSS! ufa coisa chata ...
Resultado de imagem para perícia do inss charges
www.google.com.br/images.

Rosângela Única

Você já está toda pela metade em todos os sentidos, aí vamos atrás de um direito nosso, pagamos por isso, aliás contribuímos em tudo e até para morrer tem que pagar nesse país, nada é de graça...
A verdade para o INSS, governo e até indústria farmacêutica é que significamos nada para eles... Apenas o dinheiro que pagamos é que servem de alguma coisa...
Os médicos peritos olham para gente como se estivéssemos promovendo o tal câncer ou melhor, acha que gostamos de estar ali sendo analisada/ observada/ pesquisada como se fosse uma coisa ou rato de laboratório... Aí esses queridos médicos com a aquela cara de miséria e poucos amigos faz perguntas que você não acredita do tipo: " Você está careca? Ou Isso é peruca? Ou Deixa eu ver sua cirurgia?..."
Mesmo com todos os exames e laudos nas mãos, nesse momento eu fico pensando que está tudo errado. Que é uma falta de respeito conosco, que já fomos mutiladas em todas as partes do corpo e até na alma...estamos ali constrangidas buscando um direito e agem conosco como se fosse esmola.
Ainda negam um direito seu, por preguiça de avaliar melhor fazendo vc recorrer e esperar até 90 dias depois de uma resposta e ai ver se poderá receber ou não... Nesse tempo suas contas vão para o espaço e sua vida vira de ponta cabeça...além de todo estresse de tratamento ainda tem que passar por isso... Um verdadeiro inferno errado nesse país... ufa ufa ufa acorda Brasil

Resultado de imagem para perícia do inss charges
www.google.com.br/images

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

CÂNCER: VIDA SEGUE

Sobre estar vivendo em um corpo de um paciente oncológico! ufa...
Rosângela Única

Coisa mais difícil viu, não estou falando só do tal tratamento que nos vira ao avesso, mas do emocional, porque tudo vira outra coisa.
Já não somos as mesmas pessoas, que a sociedade estava acostumada... nossa urgência são outras, já não temos paciência para muita coisa, fora que o corpo grita todas às vezes que você vai além das forças dele!

Algo bem difícil e a gente vai tentando viver da melhor forma possível para nós mesmos, claro que dentro desse contexto vem vários julgamentos, tipo: "... você só está pensando em você, o mundo não tem culpa pela mudança da sua vida..." nesse exato momento eu penso que se o mundo quiser, ele que me aceite da minha nova forma, do meu novo valor, pois a minha experiência já basta para mim!
Uma luta constante entre o que você quer e o que você precisa para viver...
Vida Segue !
Rosângela Única