Postagens populares

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

O CÂNCER ESTÁ NA MODA??? F*CK GENTE ESTÚPIDA E VAZIA!




"Câncer está na moda..."
Rosângela Única



Ufa! Bora lá responder a isso... Pois nessa semana eu escutei isso "...você está com aquela doença, que está na moda, o câncer né!"
Se estar na moda é ser mutilada em todas as partes do corpo e principalmente na alma, seja perda dos ovários, útero, trompas, seios e até parte do intestino (alguns), se lutar para sobreviver dia por dia e sentar na cadeira mágica (quimioterapia) sem ter um fim, de fazer várias cirurgias, tipo 8 como eu já fiz e continuar fazendo vários exames.. fazendo vários exames...Bom se isso tudo aí está na moda, se morar dentro de um corpo que não tem a mesma força de antes do câncer, se está na moda sofrer, ser arregaçada com as mudanças que o tratamento faz, tipo perder cabelo, cor de pele, sentir incontáveis enjoos, perder o paladar pelos alimentos, se sentir fadigada antes do sono chegar, ser marcada para vida toda, ter que mudar sua vida toda para se encaixar em uma nova, pois nada de antes era muito sua verdade...Perder incontáveis amigas que foram definhando ali ao seu lado até deixarem vazios enormes...se tudo isso não basta simplesmente para classificar o Câncer apenas como uma doença da moda, afinal o que a moda é?
Para mim essa tal "moda" é um Mundo vazio onde o respeito e o amor o próximo não existem mais, onde só existem gente hipócrita que se acham invencíveis, imortais e inatingíveis...!!
Pensando bem, o câncer não esteve, não está e nunca estará na moda, pois falamos de VIDA e a "moda" é uma grande bobagem que a sociedade criou para dar sentido a vida de gente fútil...
Foi um desabafo mesmo!
Vida segue ...

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

CÂNCER: HOMENS E MULHERES E O DIAGNÓSTICO


O HOMEM E O CÂNCER DE PRÓSTATA
www.google.com.br/images. Homem lendo 50 tons de cinza? Afff Ficção! Este é o ator Jamie Dornan, ninguém menos que Cristian Grey promovendo o livro e filme! he he he


Marina da Silva

Nós, éramos cinco mulheres num carro da empresa Uber indo para um passeio no Rio de Janeiro, a belíssima Cidade maravilhosa de São Sebastião do Rio de Janeiro, capital do estado do Rio de Janeiro. Estávamos no VIII ENCONTRO NACIONAL MENINAS DE PEITO (25-05-2016) e chegamos antecipadamente à metrópole para curtir o máximo  do Rio e dos cariocas. Já tínhamos dominado o motorista Uber que ficou conosco toda a estadia e neste dia, a caminho da Lagoa Rodrigo de Freitas, mais familiarizado conosco, lá fui eu fazer meu sermão sobre a saúde dos homens. E foi nesse momento que uma amiga super especial, ÚNICA, saiu-me com essa:
"Homem não é como a gente que descabela, fica arrasada sem saber como contar para filhos, família, amigos". E prosseguiu: "Homens são todos bem resolvidos". Todos nós caímos nas gargalhadas.

http://www.wepick.com.br/etc/homens-lendo-no-metro/ "Socorro" parece que as mulheres de Nova York preferem homens lendo livros no metrô... 


Achei interessante e super hilária como ela explicava a reação de homens e mulheres frente ao diagnóstico câncer de  próstata e de mama, ovários, útero citando os mais comuns às mulheres.
"O médico quando vem falar com a gente até chora, vem cheio de cuidados e se você foi pegar o resultado sozinha ele manda chamar alguém da família. Ele mesmo liga para alguém da família ou agenda a consulta para outro dia e com acompanhante". 
Nisto ela tinha razão, meus médicos me pediam para ir sempre acompanhada e meu ex-marido ia à todas as consultas "na saúde e na doença"!
Realmente meu mastologista, Dr. Gabriel de Almeida Silva Jr. estava diferente no dia do diagnóstico:
"Marina, os resultados da biópsia cirúrgica chegaram. Você está com um carcinoma...". A partir daí "meu mundo caiu"! Lembro só de ter pensado: "Espera aí, carcinoma é câncer, eu estou com câncer...".  Lembro do buraco imenso e vazio que se abriu no meu estômago sugando minhas forças, a cabeça esquisita e um choque brutal que foi interrompido comigo abaixando a cabeça e desabando no choro. Tudo o que a menina falava batia exatamente com todas nós ali no carro e com as demais que vieram de todo o Brasil para o ENAMP no Rio de Janeiro e qualquer uma do grupo ou fora dele que eu conhecia!
Foto Marina da Silva. kkkkkkkkk

"A gente faz o maior drama"! E todas nós ríamos de nós mesmas.
"Agora, homem é diferente, é bem resolvido!" Insistia e completou:
"O homem chega para a consulta e o médico fala para ele: Ronaldinho, você está com um carcinoma ou câncer na próstata!" E  aí explica tudo sobre mais exames, cirurgia, internação, plano de saúde, SUS e o tratamento depois da cirurgia que pode ser radioterapia, quimioterapia, hormonoterapia igualzinho como ele fala conosco. E o homem sai dali e pensa: 
"já que eu vou morrer mesmo, vou encher a cara, comer uns torresmos de barriga, iscas de fígado e jiló frito, ovos de codorna, uns churrasquinhos!" E então ele para no primeiro boteco que encontra. Chega em casa leva a mulher para o quarto e créu em cinco velocidades. Depois é créu nas vizinhas, colegas e amigas de trabalho, escola e por último: "já que vou morrer...créu na cunhadinha!" 
Eu estava sentada no colo de uma das meninas e me dobrava ao meio de tanto rir; doía-me as bochechas, lágrimas caiam e ela repetia tudo de novo aos nossos pedidos! Muito séria, aliás!

***
MAS SERÁ MESMO ISTO QUE ACONTECE AOS HOMENS FRENTE UM DIAGNÓSTICO DE CÂNCER DE PRÓSTATA? 
https://well.blogs.nytimes.com/2008/11/25/10-things-i-learned-from-prostate-cancer/ Dana Jenings, editor do jornal NYTimes, foi, até onde sei, um dos primeiros homens a criar um blog e contar sobre o diagnóstico, tratamento e vivências com o câncer de próstata em 2008. 10 Lessons of prostate câncer. Dana foi submetido à cirurgia, radioterapia, hormonoterapia e tratamento de depressão.



OS HOMENS SÃO BEM RESOLVIDOS COM O CÂNCER?

 Claaaaaaaaaaaaaaaro...QUE NÃO! Os homens tem os mesmos medos e receios que as mulheres! Como eu sei disso? Trabalhei por um tempo em um hospital oncológico nos anos Oitenta em Belo Horizonte; auxiliava médicos nos exames e via claramente o medo de morrer nos olhos, a vergonha de expor o corpo para  médicos, enfermeiros, a fragilidade na quimioterapia, radioterapia camuflada na mentira "Boys don't cry"! Um machismo idiota incutindo nos meninos ainda no útero da mãe: "homens não choram; macho do saco roxo; menino veste azul, macho não penteia cabelo, racha a cabeça" e muitas outras estultícias! Então pais e mães criam os filhos para serem fortes, durões que nunca fraquejam ou choram. Triste. Um folclore que interfere no conhecimento do próprio corpo e na prevenção de doenças!
Então na hora do diagnóstico o homem pode até não desabar, descabelar, chorar na sala do médico, mas vai passar um perrengue como nós mulheres com o medão de morrer ou de ficar impotente (não funcionar mais sexualmente).
Lembro de um senhor septuagenário que estava preocupadíssimo no exame se o "negócio" (e apontou com os olhos as "partes baixas ou pênis) ia voltar a funcionar como antes e o gesto do médico lhe respondendo com o braço dobrado, retesado, punho fechado dizendo-lhe que ele ia "dar no coro!"
Mas a minha sabedoria vem também de homens que passaram pela doença, dois amigos que perdi aos 49 e 55 anos, de um amigo do curso de especialização em Psicologia que se curou, mas pediu transferência da Bahia para Minas Gerais para não contar nada à família e passou tudo sozinho e também de um homem, cujo nome me foge, que me disse, no intervalo de uma entrevista na Rede Minas com Roberta Zampetti (TV Cultura), em 2005 que como eu teve câncer, passou muito medo, só não cagou nas calças porque não tinha merda pronta e que sim, chorava escondido! Só para constar: chorei  o programa inteiro e o pessoal da TV Minas foi muito gentil comigo. E minha amiga Nice Silva, acompanhou-me dando a maior força e foi fenomenal comigo! Deus lhe pague!
***

Uma vez esclarecido que homens e mulheres tem medo e o que difere nos comportamentos de uns e outros tem haver mais com a educação formal e familiar e com a criação arcaica e bizarra do "machismo" que os obriga esconder os sentimentos num momento gravíssimo, pois apesar de ter tratamento e cura, ambos os cânceres (mama e próstata) matam milhares de homens e mulheres todos os anos pelo diagnóstico tardio, isto é, quando a doença se espalhou para outras partes do organismo!E deixam sequelas, cicatrizes e adoecimento mental!
Para ser sincera mesmo, o homem se preocupa muito e muito mesmo é com a sexualidade, potência sexual, se o câncer vai deixá-lo um "landrasque" ou porco capado para engorda! kkkkkkkkkk
Os homens tratam o pênis, ops, piroca, pinto, pirú como um outro ser acoplado a ele e que tem vida própria. Eles conversam com o cacete, caralho, estrovenga como se estivessem falando com um super herói. Pode ser até possível que se ouça um homem dizer: sem meu pau eu não sou nada nem ninguém! Este culto ao pênis está na literatura e foi elevado à "deus" por ninguém menos que Dr. Freud. A força do homem está no pênis e bolsa escrotal (saco onde fica as bolas ou ovos). rsrsrs
***

Em 2006 blogs e twitter viraram febre e aproveitei para criar um blog para falar do câncer de mama, compartilhar experiências e vivências e micos com o perrengue que passei. E achava blogs semelhantes em outros países da Europa, Estados Unidos, Austrália, Africa! Então comecei a pesquisar sobre câncer de próstata e a escrever sobre ele e por incrível que pareça minhas buscas por blogs sobre pacientes em tratamento de câncer de próstata eram infrutíferas! Havia blogs de homens que passavam ou passaram pelo perrengue câncer em outras partes do organismo nunca na próstata. Um dia um homem entrou em uma postagem sobre homens que abandonam mulheres quando descobrem que elas estão com câncer e deixou um comentário: 
"Marina, você deveria falar também das mulheres que abandonam os parceiros quando descobrem que ele está com câncer!"
Escrevi o post como ele me pediu e comecei a postar informações bem humoradas sobre o câncer de próstata, mas me sentia incomodada de falar de câncer de próstata, um assunto de homens! Então dava dicas e  instigava os homens a escrever! Nada acontecia!
O primeiro relato de um homem sobre o que estava passando pelo câncer de próstata achei ao acaso no jornal New York Times: Dana Jenings, rompia o tabu e silêncio sobre o câncer de próstata e contava num blog do jornal, ele trabalhava no NYTimes, o que estava vivendo com o câncer de próstata e muitos eram os homens que deixavam comentários contando a própria história com a doença e parabenizando a coragem e agradecendo a partilha de informações. Isto foi em 2008!
Mas no Brasil nada! Tinha muitos sites de médicos, do INCA, da Sociedade Brasileira de Urologia, de clínicas e outras empresas falando da doença e tratamentos e prevenção. Mas homens vítimas da doença...só agora estão prontos para deixar depoimentos e compartilhar vivências, tratamentos, sentimentos, preocupados com a vida de muitos outros que podem ser salvas!
Este assunto fica para outro post, aguardem os homens abrindo o verbo sobre o câncer de próstata, a possibilidade de ficar impotente, as novidades nos tratamentos, e conversando com o próprio pinto como se ele fosse um ente estrangeiro a ele próprio! he he he Abraço. Marina da Silva

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

CÂNCER DE PRÓSTATA: UMA DEDADA...DE PROSA!

CÂNCER DE PRÓSTATA: prevenção
www.google.com.br/images. Idade do "lobo" conhecer sua próstata!

Marina da Silva


Assim como o câncer de mama, o câncer de próstata é a segunda causa de mortes  de homens, por câncer, no Brasil. Mas as coincidências entre esses dois tipos de cânceres não para só na estatística. Ambos, câncer de mama e próstata são tratáveis e curáveis em estágios iniciais (descoberta precoce) e mesmo não tão iniciais. Ambos tem "prevenção": CONHECER o próprio corpo e sinais (sintomas) que o organismo envia quando algo não está bem; consulta anual, exame clínico da próstata (toque retal) se indicado pelo profissional, exame de sangue para medir os níveis de PSA - sigla em inglês para Antígeno Prostático Específico (Prostatic Specific Antigens):

 "O antígeno prostático específico (PSA) é usado principalmente para pesquisar câncer de próstata em homens assintomáticos. É também um dos primeiros exames realizados em homens que apresentam sintomas que podem ser causados ​​pelo câncer de próstata."1

O que acontece quando o PSA está elevado? O(a) urologista, médico(a) especializado(a) no aparelho urinário pode repetir o exame e/ou prescrever novos exames. O PSA ajuda diagnosticar o câncer de próstata, monitorar a evolução de tumores. Nem todo tumor na próstata é câncer! Com o envelhecimento a tendência é de hipertrofia benigna ou aumento da próstata, que preventivamente, deve ser acompanhado e diagnosticado.


"Os homens com níveis de PSA entre 4 ng/ml e 10 ng/ml, têm uma chance em 4 de ter a doença. Se o PSA se encontra acima de 10 ng/ml, a possibilidade de ter câncer de próstata é superior a 50%. Se o nível do PSA de um paciente é elevado, o médico pode sugerir a repetição do exame após um determinado intervalo de tempo ou a realização de uma biópsia da próstata para fechar o diagnóstico. Nem todos os médicos concordam com o mesmo ponto de corte do PSA para sugerir uma biópsia, alguns sugerem a realização de biopsia se o PSA é ≥ 4, enquanto outros podem recomendá-la a partir de ≥ 2,5. Outros fatores, como idade, raça e histórico familiar do paciente, também são considerados." idem


Ainda sobre coincidências entre câncer de mama e próstata: ambos tem um mês inteiro dedicado às informações, prevenção (lembrar ao homem que é preciso agendar uma consulta mesmo que não tenha nenhum sintoma (assintomático) se já entrou na idade dos "ZENTA" (40, 50, 60, 70, 80, 90). Outubro Rosa para mulheres e Novembro Azul para homens. Saiba que ambos os perrengues  fazem muitas vítimas fatais a cada ano. Ambos estão rodeados, imersos em crendices, folclore, machismo, superstições do tipo "homem nunca não vai à médico"; "quem procura acha" como se não bastasse a  necessidade de usar o SUS- Sistema Único de Saúde, principalmente depois dos cortes na Saúde (congelamento de gastos públicos sociais por 20 anos);  desemprego acima de 12% da mão-de-obra; da informalidade crescente; baixos salários; alto analfabetismo, etc e tal! Sem falar que muitos se negam a fazer o tratamento a partir do momento que é diagnosticado o câncer!
www.google.com.br/images. FAÇA SEU NOVEMBRO AZUL EM QUALQUER MÊS DO ANO! CÂNCER DE PRÓSTATA TEM TRATAMENTO E CURA!








A diferença entre um e outro (câncer de mama e próstata) é que homem e mulheres podem ser vítimas do câncer de mama, muito raro em homens e muito comum em mulheres, MAS próstata só os homens tem! A maioria não sabe o que é, onde fica e poucas pessoas consegue pronunciar a palavra brosta, ops, prostra, afff, PRÓSTATA!
www.google.com.br/images. Modelo do aparelho reprodutor e urinário masculino usado nas aulas de anatomia e nos consultórios médicos, principalmente de urologistas.



Vivemos a "Era da informação", da internet e estamos conectados na rede com "zilhões" de informações e dados científicos; muitos saberes geográficos, históricos, culturais, tecnológicos, de negócios e empreendimentos, etc. Mas em se tratando de saúde...ganham as redes sociais YOUTUBE, FACEBOOK, TWITTER, INSTAGRAM, WHATSapp, BLOGS, et.; uma conectividade que está sempre buscando "curtidas" e  ligada em postagens populares, possibilidade de ficar rico da noite para o dia: "o menino e o pintinho piu; "para nossa alegria", " a briga da Jessica".
Mandamos e/ou repassamos "correntes", vídeos e memes e piadas de gente e bichos; acidentes violentos, mortes violentas, assassinatos cruéis, suicídios e outras "trocas de baixa qualidade" como vídeos de pornografia, "nudes", pedofilia, prostituição, culto ao ódio, racismo, homofobia. O uso político se pauta sobre fakes news, piadas, desafetos amorosos, baixarias e  detrações de políticos. É o "império do vício e mentiras" propagadas pelos "politicamente incorretos", indivíduos que defendem o indefensável, por exemplo, estupro e assassinato de mulheres pelas roupas que usam ou por ter traído ou trocado o parceiro. A oferta de pornografia2 na rede reage a altíssima demanda tanto de homens e mulheres que mal sabem nomear as partes do corpo: xoxota, pau, ovos, pirú.

www.google.com.br/images. Modelos anatômicos da próstata mostrando a evolução no tamanho e textura: normal,  hipertrofia benigna, hipertrofia maligna usados nas aulas de anatomia e consultórios.


Quando o assunto é: PUTZ...É CÂNCER! Os interesses na internet e redes sociais ganham novas posturas. Mas "ninguém põe trancas nas portas depois que o ladrão já entrou- diz o ditado! É preferível prevenir do que remediar! Outro dito popular e o mais terrível quando o assunto é sobre saúde/doença: Se você não vem por amor, vem pela dor!"


PREVENÇÃO

Por que fazer  PSA  e o Exame clínico da próstata (toque retal) se não sinto nada, nenhum sintoma de doença? Você me perguntando.
E eu usando a internet para lhe responder  sobre sinais e sintomas que o corpo dá:

"O câncer de próstata em estágio inicial geralmente não provoca sintomas, enquanto em estágio avançado pode causar alguns, como: 


  • Micção frequente.
  • Fluxo urinário fraco ou interrompido.
  • Vontade de urinar frequentemente à noite (Nictúria).
  • Sangue na urina ou no líquido seminal.
  • Disfunção erétil.
  • Dor no quadril, costas, coxas, ombros ou outros ossos se a doença se disseminou.
  • Fraqueza ou dormência nas pernas ou pés.



A maioria desses problemas é provavelmente provocada por outras condições clínicas, além do câncer de próstata. Por exemplo, o aumento da frequência urinária é muito mais frequentemente causado por hiperplasia prostática benigna (HBP), um crescimento benigno da próstata. Dessa forma, é importante manter o médico informado sobre qualquer um desses sintomas para que a causa seja diagnosticada e, se necessário, iniciado o tratamento." 3


Meu pai nunca se queixou de nada, mas eu via aquela urina azul e um dia quis saber o por que a urina estava azul. Ele escondia os sintomas e tomava pílulas anti-inflamatórias prescritas na "farmácia Brasil" pelo balconista. Certa vez, indo visitar uma irmã, ele não conseguiu "segurar a bexiga", ficou muito envergonhado, voltou para casa e no mês seguinte estava internado em Belo Horizonte vindo a falecer de câncer de próstata avançado em  09 de fevereiro de 1991.  Dezessete anos depois vejo  muitos homens morrendo de uma doença tratável e curável, mas vejo também homens se tratando e curando-se e a luta é para diminuir a taxa de mortalidade! E a informação é a grande aliada!
Depois de toda essa prosa vamos "meter o dedo", ops, ver as informações sobre o rastreamento precoce do tumor.

QUANDO FAZER O PSA E A DEDADA, OPS, EXAME CLÍNICO DA PRÓSTATA OU TOQUE RETAL?
www.google.com.br/images. Você pode fazer piada com o toque retal...com o câncer de próstata, não!

 A fonte segura e científica que usarei será da SBU- SOCIEDADE BRASILEIRA DE UROLOGIA,  isto porque há controvérsias com o INCA e, no meu ver, muito ligadas com corte de gastos públicos do que com a saúde dos homens brasileiros e também porque até os norte-americanos estão concordando com a SBU...

U.S. Preventive Services Task Force (USPSTF), órgão do governo americano sobre profilaxia em saúde, acaba de voltar atrás em sua recomendação sobre o rastreamento do câncer de próstata adotando indicação mais próxima às da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU)American Urological Association (AUA) e American Cancer Society: a de que o médico deve informar ao paciente os prós e contras sobre o exame de PSA para que ele decida se quer ou não o fazer. A decisão foi publicada na última terça-feira, dia 11, no Journal of the American Medical Association.4

A Sociedade Brasileira de Urologia dá as seguintes recomendações:

"A Sociedade Brasileira de Urologia mantém sua recomendação de que homens a partir de 50 anos devem procurar um profissional especializado, para avaliação individualizada. Aqueles da raça negra ou com parentes de primeiro grau com câncer de próstata devem começar aos 45 anos. O rastreamento deverá ser realizado após ampla discussão de riscos e potenciais benefícios. Após os 75 anos poderá ser realizado apenas para aqueles com expectativa de vida acima de 10 anos. Sociedade Brasileira de Urologia – Gestão 2016/2017" idem

ENTÃO...
Se eu tivesse uma próstata começaria o acompanhamento preventivo a partir dos 40-45 anos, porque além de mestiça/parda meu pai teve e morreu por câncer de próstata metastático avançado. Simples assim. Trataria minha brosta, ops, próstata como trato minhas mamas desde os 35 anos, seguindo orientação do obstetra e olha que tive câncer de mama invasivo e estou curada há 17 anos!
Dois amigos mestiços/brancos morreram de câncer de próstata com 45 e 54 anos. Um deles colega de trabalho, que, pelo visto, nunca fez o exame periódico OBRIGATÓRIO (para servidores públicos) que inclui o PSA.
Se você começar a fazer anualmente o exame PSA o seu médico observará todas as mudanças nos níveis de PSA e então poderá lhe aconselhar o toque retal, ops, dedada ou outro exame de rastreamento como o ULTRASSOM RETAL.
ESTE É O MEU TOQUE PARA VOCÊ!


Fonte:

1. CÂNCER DE PRÓSTATA. http://www.oncoguia.org.br/conteudo/antigeno-prostatico-especifico-psa-para-cancer-de-prostata/1202/289/ RECOMENDO.

2. Sobre o assunto assistir série Netflix DARK NET- Episódio 6. Rewire. Recomendo

3. Sobre sinais e sintomas do câncer de próstata ver:http://www.oncoguia.org.br/conteudo/sinais-e-sintomas-do-cancer-de-prostata/1188/289/

4. http://portaldaurologia.org.br/destaques/nota-oficial-2017-rastreamento-do-cancer-de-prostata/

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

CÂNCER E LINFEDEMA: CONHECER PARA EVITAR UM MAL MAIOR

CÂNCER E LINFEDEMA
O medo é seu maior inimigo...nem fale! rsrsrs. Livro disponível na Amazon.com.br

Marina da Silva

Um tratamento de câncer pode deixar sequelas, como o linfedema ou inchaço do membro no lado esvaziado, e que, não tratado com o devido respeito, atenção e disciplina pode criar situações incapacitantes, limitantes e mesmo perrengues psicológicos. Aqui vou tratar dos riscos do linfedema dos membros superiores, inferiores nos tratamentos de câncer de mama, segunda causa de mortes de mulheres por câncer no Brasil, baseando-me em estudos científicos e na minha vivência com o risco do linfedema no meu dia-a-dia como mulher trabalhadora, mãe, dona de casa, "linda, recatada e do lar". He, he, he
www.google.com.br/images. A maioria dos tumores são descobertos ao acaso pela mulher e/ou companheiro(a). A SBM- Sociedade Brasileira de Mastologia preconiza o Exame Clínico das mamas feito por profissional, mastologista ou agente treinado pelo SUS; mamografia a partir dos 40 anos ou indicação do médico(a) e o auto-exame mensal das mamas como parte da prevenção e rastreamento precoce de tumores.


Em novembro de 2001, ao auto-exame mensal das mamas que eu fazia desde os vinte e poucos anos [seguindo os conselhos de Cássia Kiss, atriz da Globo, que abriu os olhos das mulheres para a prevenção e diagnóstico precoce nos anos Oitenta, século passado, despindo-se e ensinando o auto-exame das mamas às mulheres brasileiras] descobri um caroço na mama direita.
Entre fevereiro de 2002 a abril de 2003 iniciei um longo tratamento, um caminho espinhoso para a cura! 
Tinha 38 anos de idade e os médicos se espantavam com minha juventude, afinal, câncer de mama era considerada um doença de "velhos(as)! Era! Os dados estatísticos do INCA, SBM, IBCC e outros apontavam para um crescimento significativo da doença em mulheres cada vez mais jovens e abaixo dos 40 anos. Minha primeira mamografia foi aos 35 anos, uma rotina que já estava sendo adotada no país nos anos Noventa.
CARCINOMA INVASIVO NA MAMA DIREITA eis o meu diagnóstico.
TRATAMENTO CIRÚRGICO: MASTECTOMIA RADICAL + ESVAZIAMENTO AXILAR + RECONSTRUÇÃO DA MAMA VIA TRANSPOSIÇÃO DE MÚSCULO-TRAM.
Depois veio a QUIMIOTERAPIA (6 vermelhinhas); radioterapia (28 sessões) e HORMONOTERAPIA.
Foto Marina da Silva 2012. Em pé: Érica, eu e Kellynha. Sentadas: Denise e no colo Aninha. Meninas que tiveram câncer abaixo dos 40, 30 anos, 23 anos de idade. Eu era a mais velha, tia Marina [em 2012] comemorando 10 anos de cura! Hoje todas estão curadas e a novinha Kelly virou mamãe!

***
ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO...

Fui encaminhada a vários médicos para saber o que seria feito com minha pessoa: conheci o cirurgião da reconstrução que me explicou e aconselhou a fazer a reconstrução imediata por ser "casada e jovem";  conheci o psiquiatra/psicanalista e o esnobei, claaaaro que eu Mulher Maravilha ia "tirar de letra" o perrengue; e a fisioterapeuta para reabilitação e volta ao trabalho.

***
ESVAZIAMENTO AXILAR E LINFEDEMA
Mosaico a partir www.google.com.br/images. Drenagem linfática e enfaixamento realizada por fisioterapeutas. Eu continuei até 2015 com sessões semanais. Então houve mudanças no meu trabalho que me impediram de continuar com a fisioterapia. Hoje sigo todos os exercícios e recomendações em casa, religiosamente!


Embora tenha feito pouco caso do psiquiatra/psicanalista de cara, eu segui disciplinadamente tudo que me falou e ensinou a fisioterapeuta e mantive sessões semanais por muitos anos. E tudo pelo medão do braço inchar! Eu trabalho na área de saúde, trabalhei com pacientes oncológicos nos anos 1980 e conhecia o linfedema e o quanto as pessoas se sentiam constrangidas com o membro (braço, mão ou perna e escotro- câncer masculino nos testículos) inchados.
O esvaziamento axilar ou retirada dos linfonodos é coisa SERÍSSIMA, uma condição permanente; o inchaço pode se desenvolver em qualquer período pós-tratamento, é crônico e seguir o ACONSELHAMENTO, EXERCÍCIOS FISIOTERÁPICOS, AUTO-DRENAGEM LINFÁTICA E APRENDER ENFAIXAR E USAR LUVAS OU MEIAS COMPRESSIVAS é fundamental para conviver com esta condição que coloca a pessoa como PNE- Portadora de Necessidades Especiais.
Foto Marina da Silva. Eu toda aparatada para qualquer atividade no lar. A faixa na barriga é devido a vasta cicatriz no abdome que repuxa e limitava meus movimentos. Hoje não uso mais a faixa e reduzi ao máximo atividades como cozinhar e passar roupas e passar pano no chão.

***
LINFEDEMA: O QUE É?
www.google.com.br/images. Sistema linfático. Igualzinho no homem e mulher!




SISTEMA LINFÁTICO OU REDE LINFÁTICA


"O sistema linfático é uma rede complexa de órgãos linfoides, linfonodos, ductos linfáticos, tecidos linfáticos, capilares linfáticos e vasos linfáticos que produzem e transportam o fluido linfático (linfa) dos tecidos para o sistema circulatório, ou seja, é constituído por uma vasta rede de vasos semelhantes às veias (vasos linfáticos), que se distribuem por todo o corpo e recolhem o líquido tissular que não retornou aos capilares sanguíneos, filtrando-o e reconduzindo-o à circulação sanguínea. O sistema linfático também é um importante componente do sistema imunológico, pois colabora com glóbulos brancos para proteção contra bactérias e vírus invasores."1


LINFEDEMA RELACIONADO AO CÂNCER


Mosaico a partir de www.google.com.br/images. Câncer e linfedema.



"O linfedema envolve a retenção de grandes quantidades de líquido rico em proteínas que provocam um inchaço crônica, geralmente nos membros, mas também pode ocorrer em outras partes do corpo, tais como o tronco, da mama, cabeça e pescoço ou área genital.
Linfedema é uma condição que pode ser controlada, mas não curada. Pode manifestar-se como linfedema primário como resultado de uma predisposição genética ou outras doenças ou de forma secundário, geralmente resultado do tratamento oncológico, onde os nódulos linfáticos do corpo são removidos por cirurgia ou danificados pela radioterapia, levando a uma disfunção linfática.
Estima-se que existam 450 milhões de pessoas com distúrbios linfáticos, ou seja, 15% da população mundial. No Brasil, a incidência e distribuição do linfedema são pouco conhecidas.
O linfedema é a morbidade mais prevalente após as linfonodectomias ( retirada ganglionar) axilares, inguinais e ínguino-ilíacas para o tratamento do câncer Entretanto, é um problema pouco reconhecido pelos profissionais da área de saúde.
Apesar das repercussões negativas na qualidade de vida do paciente com consequências físicas, sociais e emocionais, sua epidemiologia e impacto nos serviços de saúde, o linfedema é uma entidade ainda pouco estudada"2 grifos meus

É POSSÍVEL A PESSOA VIVER COM O RISCO DO INCHAÇO SENDO CONSCIENTE, CUIDADOSA, DISCIPLINADA.
É OBRIGAÇÃO DA EQUIPE MÉDICA QUE FEZ O ESVAZIAMENTO DA REDE LINFÁTICA AVISAR AO PACIENTE DOS RISCOS DE DESENVOLVER O LINFEDEMA E ENCAMINHÁ-LO  PARA A FISIOTERAPIA.
NÃO BRINQUE COM O PERIGO! SIGA AS RECOMENDAÇÕES MÉDICAS, FAÇA A FISIOTERAPIA, APRENDA TODOS OS EXERCÍCIOS PARA REPETI-LOS DIARIAMENTE, USE SEU "APARATO"(LUVAS E FAIXAS COMPRESSIVAS) E BOOOOOOOOORA VIVER A VIDA!

Fotos Marina da Silva. Trabalhar aumenta a auto-estima e independência!
Eu trabalhando em casa e usando meu aparato anti-linfedema e obedecendo meus limites. Como estabelecer os limites? Geralmente a dor ao realizar uma atividade avisa quando parar. Hoje só faço 1H e uma atividade de cada vez! E ainda trabalho fora! O verão é a pior estação para minha pessoa e os cuidados são redobrados com exercícios  e uso da luva e sutiã especial no trabalho!

Foto Marina da Silva. Trabalho na área da saúde e readaptada  mexo com materiais perfuro-cortantes, contaminados e desenvolvi meu jeitinho e atenção redobrada para evitar acidentes.




******
DESEJO A TODOS UM SUPER HIPER MEGA PLUS BLASTER FELIZ NATAL, MUITAS BENÇÃOS DE DEUS E LUZ DE CURA! FÉ EM DEUS E BOOOOORA PARA CURA! BOAS ENTRADAS EM 2018! Abraço. Marina

Fontes
1. Rede linfática ver:https://www.auladeanatomia.com/novosite/sistemas/sistema-linfatico/
2. Sobre linfedema ver: http://www.oncofisio.com.br/o-que-e-linfedema

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

CÂNCER: ESVAZIAMENTO AXILAR, LINFOEDEMA, PNE E CARTEIRA DE HABILITAÇÃO

ESVAZIAMENTO AXILAR LINFOEDEMA, PNE E CARTEIRA DE HABILITAÇÃO


Marina da Silva

Para você que está cheio(a) de dúvidas sobre dirigir ou tirar carteira nacional de habilitação- CNH após o esvaziamento axilar...escrevi este texto!
Nem todos os pacientes vítimas do câncer de mama precisam esvaziar a axila, isto é, submeter-se à linfadenectomia, o mesmo que a retirada de linfonodos ou gânglios linfáticos. Somente os pacientes com metástases na axila é que passarão por etapa do tratamento. Primeiro vamos saber que "trem é esse uai"?
www.google.com.br/images: Sistema linfático.

"Sistema paralelo ao circulatório, constituído por uma vasta rede de vasos semelhantes às veias (vasos linfáticos), que se distribuem por todo o corpo e recolhem o líquido tissular que não retornou aos capilares sangüíneos, filtrando-o e reconduzindo-o à circulação sangüínea. É constituído pela linfa, vasos e órgãos linfáticos. Os capilares linfáticos estão presentes em quase todos os tecidos do corpo. Capilares mais finos vão se unindo em vasos linfáticos maiores, que terminam em dois grandes dutos principais: o duto torácico (recebe a linfa procedente da parte inferior do corpo, do lado esquerdo da cabeça, do braço esquerdo e de partes do tórax) e o duto linfático (recebe a linfa procedente do lado direito da cabeça, do braço direito e de parte do tórax), que desembocam em veias próximas ao coração. Linfa: líquido que circula pelos vasos linfáticos. Sua composição é semelhante à do sangue, mas não possui hemácias, apesar de conter glóbulos brancos dos quais 99% são linfócitos.  No sangue os linfócitos representam cerca de 50% do total de glóbulos brancos."1


O que classifica a pessoa vitima do câncer de mama e/ou outros como Portadora de Necessidades Especias-PNE não é a retirada total da mama (mastectomia radical) e SIM, O ESVAZIAMENTO AXILAR! Isto porque  com a rede linfática do lado operado comprometida, o risco do inchaço ou edema, infecções podem levar ao linfoedema, uma condição permanente e que pode acontecer em qualquer momento da vida e pode se tornar crônico e um incômodo (peso, dores, danos psicológicos) para sempre!
www.google.com.br/images. Linfoedema relacionado ao câncer  e  retirada dos linfonodos (de mama, ovários, útero, próstata, escroto, etc).


Vamos ao meu caso...
Entre 2002-2003 fiz o tratamento de câncer de mama: diagnóstico de carcinoma invasivo mama D e metástase axilar. Um pacote VIP:  zilhões de exames, biópsias, mastectomia radical+esvaziamento axilar+reconstrução da mama via TRAM- transposição de músculo + quimioterapia+radioterapia e seis anos de hormonoterapia com o Tamoxifeno.
Foto Marina da Silva.

 A tentativa de fazer o bico do peito com levantamento de retalho não deu certo devido a radiação na área operada. A radioterapia deu fibroses nas cicatrizes, principalmente na área próxima ao braço causando uma retração do tecido e encurtamento do movimento, limitando os movimentos, causando dores, inchaços e...revolta! rsrsrs A fisioterapia me salvou! E o psiquiatra-psicanalista também!kkkkk O esvaziamento axilar me tornou, dentro da Legislação, uma pessoa PNE- Portadora de Necessidades Especiais.
Lá pelas tantas do tratamento e ainda terminando a quimioterapia, resolvi, do meio do nada, entrar para a auto-escola e tirar minha CNH-Especial. Achei uma auto-escola no bairro, me matriculei, fiz aquele curso chato obrigatório que ninguém fica dentro da sala de aula (assina a folha de presença e vaza). Antes compareci ao DETRAN e fui encaminhada para a perícia médica na JARI2. Levei o laudo do meu mastologista confirmando  o câncer de mama e o esvaziamento axilar e tudo com o Código Internacional de Doenças-CID; paguei todas as taxas e fiz a consulta com os peritos, que no meu caso envolveu dirigir num simulador para medir a força dos braços e prescrever o tipo de carro que posso dirigir + um adaptador bolinha, encomendado ali mesmo no DETRAN, para ser colocado no volante de um carro com direção hidráulica. Esta foi minha pauta enviada para a auto-escola.
Fiz umas "TROCENTAS" aulas de direção em um carro de direção MECÂNICA e olha que todos na auto-escola tinham ciência do câncer de mama e eles estavam com minha pauta do DETRAN. Sentia muitas dores no braço e na mama e quando chegava em casa: analgésico forte, pomadas analgésicas, gelo, massageadores, auto-drenagem linfática. Repetia todos os exercícios que fazia na fisioterapia todos os dias em casa. Morria de medo do braço ficar inchado!

***
Dia do exame no Detran

Fui com o motorista da auto-escola e naquele carrinho "dusinfernú". Chegando minha vez o policial civil me mandou para o carro me preparar. Eram dois policiais; um sentou ao meu lado e o outro com a prancheta bem no meio do assento traseiro me intimidando pelos espelhos retrovisores interno e externo.
"A senhora está pronta? Está tranquila? Pode começar..." Liguei o carro e...
"Pode desligar e parar tudo"! Gritou o policial lá de trás.
Na hora pensei: "que "cagada" eu fiz meu Deus?"
"A senhora não pode dirigir este tipo de carro! Tem que ser um com direção hidráulica"!
"Uai? Ninguém me avisou esse trem nem aqui nem na auto-escola"! Respondi.
Menti.
Como eu havia feito todos os exames na JARI e todos os testes e consultas com peritos para PNE, claro que eles me falaram tudo isto. Já a auto-escola tinha minha pauta...
"Eu até tenho carro com direção hidráulica...novíssimo!" Lembrei. Afff poderia ter feito as aulas e a prova nele. O problema é que em perrengues graves a gente pira o cabeção, fica surdo, mudo, cego e desmemoriado!:(
Eu já havia desistido de tudo quando o professor chegou até mim e me apresentou uma solução: ele conseguira um carro com direção hidráulica emprestado com um amigo de outra auto-escola e conversado com os policiais. Se quisesse poderia fazer o exame naquela hora. Topei.
"Carro é tudo igual" -pensei- então fui lá e mexi no carro, liguei, troquei as marchas e apenas a marcha-ré era diferente. Em poucos minutos...Está dominada!
Sai para o exame dirigindo com o coração na garganta e batendo como louco e aflita com a conversação do policial de trás que era quem dava as ordens: "avance, vire ali, faça controle de embreagem. Por que a senhora fez assim, por que fez assado. Tem que esperar meus comandos...". Já no finalzinho da prova veio  a BALIZA, que é o estacionamento entre barreiras. Errei na primeira porque não consegui abraçar o banco do passageiro enquanto olhava para trás. Quando estava me matando para fazer certinho na segunda tentativa ele soltou um "ela não vai conseguir com este braço; ela nunca vai conseguir...
Surtei geral! Gente, um trem subiu na minha cabeça e explodi! Arranquei a peruca e joguei lá trás bem no colo do policial. Pegos no susto eles perguntaram: "O que foi senhora?" E eu: NADA! Esta peruca está me esquentando!"
Então arranquei o carro, não obedeci mais nenhum comando e me dirigi para a JARI deixando os homens pasmos não sei se com meu comportamento ou minha careca ou os dois! rsrsrs
Já desci do carro chorando e só parei uns dois dias depois de tanto ódio que fiquei dos policiais! Fiquei dirigindo sem habilitação mesmo! Em 2004, já estabilizada com o tratamento psiquiátrico e psicanalítico fiz mais umas dez aulas e na segunda ou terceira tentativa tirei minha CNH-Especial. Chorei até mais não e a foto ficou com aquela cara de merda!

***
SE VOCÊ FICOU NA CONDIÇÃO PNE ACONSELHO:

* NÃO FAÇA O QUE EU FIZ!

*Se já dirige e quer só mudar a CNH para carteira especial: dirija-se ao Detran de sua cidade, consulte a documentação necessária, leve o laudo médico recente que comprove a situação PNE, pague as taxas, agende a perícia. Pode ser que exijam exame de rua ou não;

*Se resolveu aprender a dirigir ou sabe dirigir e não tem carteira: NÃO ENTRE EM AUTO-ESCOLA antes de ir ao DETRAN e fazer a perícia médica para PNE. Pegue o laudo recente do(a)  médico(a) (mastologista, oncologista, cirurgião) que está lhe acompanhando. Dirija-se ao DETRAN, pegue as informações, pague as taxas, agende a perícia e só depois contrate uma auto-escola que receberá sua pauta com todas as prescrições médicas periciadas.

* Na auto-escola informe que é PNE e não pode treinar em carros com direção mecânica e sim, só hidráulica. Se for indicado um "adaptador bolinha" para o volante, providencie um. O Detran me deu os contatos para comprar o meu adaptador.

* NÃO DIRIJA sem luvas ou faixas compressoras carros com direção mecânica por longos períodos. Multa é alta e tira pontos na carteira.
Foto Marina da Silva. Eu toda aparatada para fazer serviços domésticos. Limite: 1H.


IMPORTANTE: o risco do linfoedema é para sempre! Eu sou uma mulher muito ativa e me tornei super ativa desde o câncer em 2002! No início abusei muito e paguei caro com muitas sessões de fisioterapias e dores, desconforto e medicamentos desnecessários. Aliás, até seguir meus limites e conselhos da fisioterapeuta, Drª. Hilda Iturriaga Jimenez, ganhei o apelido de "burrita"!
EM MINHA DEFESA ALEGO: metástases psicológicas (ideias malucas que tomam nossa cabeça) e insanidade temporária pelo medão de morrer (não morri...NEM DE MEDO!). rsrsrs
Também não havia redes sociais, tudo isto estava nascendo no início deste século: Orkut, Twitter, Blogs, Facebook, Istagran, What'sAp (zazapis). NÃO TINHA NINGUÉM QUE ESTIVESSE NA MESMA SITUAÇÃO QUE EU PARA CONVERSAR, DESABAFAR, TROCAR IDEIAS, SOLIDARIZAR, ETC E TAL TAMBÉM!

FINALMENTE: ainda tem dúvidas? Mande-as para o blog! Pergunte aqui uai! Abraço carinhoso. Marina. DEZESSEIS ANOS DE CURA! OBRIGADA JESUS!

Foto Marina da Silva. Eu e o auto-enfaixamento após a auto-drenagem linfática. É só repetir todos os exercícios da fisioterapia.


















Fontes
1.http://www.afh.bio.br/imune/linfa1.asp