Postagens populares

domingo, 18 de setembro de 2016

CÂNCER E LINFEDEMA: Marina da Silva, uma PNE CHATA? VTNCDC! Pronto, falei

CÂNCER E LINFEDEMA: ESQUECE? JÁ PASSOU?


Marina da Silva. Carcinoma invasivo mama D. Mastectomia radical (mama e anexos) + reconstrução da mama via TRAM(transposição de músculo)+esvaziamento axilar (retirada de linfonodos). AUTO-ENFAIXAMENTO após drenagem linfática manual num dia  qualquer da minha vida  de mãe, trabalhadora, estudante linda, recatada, honesta DO LAR, desde o câncer em 2002!

"A prevenção do Linfedema requer uma série de cuidados, que se iniciam a partir do diagnóstico de câncer de mama. As pacientes devem ser orientadas quanto aos cuidados com o membro superior homolateral à cirurgia, visando prevenir quadros infecciosos e linfedema. Evitar micoses nas unhas e no braço; traumatismos cutâneos (cortes, arranhões, picadas de inseto, queimaduras, retirar cutícula e depilação da axila); banheiras e compressas quentes; saunas; exposição solar; apertar o braço do lado operado (blusas com elástico; relógios, anéis e pulseiras apertadas; aferir a pressão arterial); receber medicações por via subcutânea, intramuscular e endovenosa e coleta de sangue; movimentos bruscos, repetidos e de longa duração; carregar objetos pesados no lado da cirurgia e deitar sobre o lado operado."Consenso na íntegra - Instituto Nacional de Câncer
www.inca.gov.br/publicacoes/consensointegra 


Marina da Silva

Quer me irritar profundamente? Então...quando eu estiver "tolamente" te dando explicações porque não posso fazer esta ou outra e muito menos aquela atividade porque tive câncer de mama e metástase na axila, vasos linfáticos VENHA  e me diga: ESQUECE! JÁ PASSOU!
Como esquecer que teve ou está com câncer? Como esquecer o medão da doença voltar? Como não temer o inchaço no braço, o mesmo que linfedema? Como esquecer "ssaporra" de poder se ferir e tudo se infeccionar e dar um baita inchaço fazendo besteiras como tirar cutículas, cortar-se acidentalmente em casa fazendo comida ou descascando uma fruta? E os riscos que se corre nos ônibus lotados, nos tombos na rua, do tropeço nas calçadas?
Joelhos estourados num mega tombo na sujeira das Lojas Americanas no centro de BH.


ESQUECE? Que merda é essa de me desafiar, querer provar que sou exagerada, que eu sinto um medo a toa ou estou fazendo corpo mole no trabalho? 
Que "-ôrra é essa?"
A saburrinha aqui se desmancha em lágrimas e até pensa em pedir desculpas por ter tido câncer de mama e a merda da doença ter invadido os linfonodos! Chorar quando quer mandar, gente $1.99, medíocre e miserável, um baita de um  "VTNC"! 
Eu só queria comprar um chocolate para minha filha! Abr/2013.

Como educação não vem no pacote da maternidade e é uma preciosidade de BERÇO agradeço aos meus pais que me ensinaram ter educação, fingir que não entendeu o que aconteceu e seguir adiante sem rancor!
Mas o câncer me ensinou que essa gente não vale a minha educação e vou aproveitar sua pobreza e miséria espiritual para ajudar você que está no perrengue ou passou pelo câncer, fez o esvaziamento axilar e sim, corre o risco de ter um LINFEDEMA!

Há vários tipos de cânceres [pele, mama, próstata, intestino, cérebro, boca, fígado, etc e tal também] e a maioria deles são curáveis  quando diagnosticados precocemente. Daí a importância de conhecer e ficar atendo a sinais e mudanças no próprio corpo. Há cura, há novos medicamentos, técnicas, tratamentos que aumentam  as chances de cura total e mesmo o tempo de sobrevida; é possível viver mesmo quando o perrengue é sério e o tratamento paliativo! Claro que eu desejaria a todo paciente com diagnóstico tardio uma vida de filme "Antes de partir", quem não deseja? Mas a realidade, citando o Brasil, o SUS atualmente está mil vezes melhor que muitos planos privados de saúde!
Resultado de imagem para antes de partir
www.google.com.br/images. Quero tudo isso antes de partir daqui há uns 50 anos!kkkk

Se dá para curar câncer  o mesmo não acontece com casos de cretinice, babaquice, idiotia, fanfarronice. MAS  a maioria dos cânceres são tratáveis mesmo quando a descoberta não é tão precoce, isto é, que a doença dê uma espalhadinha (meu caso)! O câncer não afeta somente a vítima, mas a família, o trabalho, as relações sociais gerais com amigos, colegas, vizinhos e até com o ...síndico! rsrsrs
Então não existe uma tecla delete e vapt...foi para a lixeira tudo que se passou ou está passando, esvaziando a cabeça e limpando o cesto para a próxima luta! Viver e/ou sobreviver o máximo que se puder é o que todo paciente quer e de quebra de bom humor e força na peruca!

E ONDE ENTRA O TAL LINFEDEMA?

 No câncer, o linfedema pode ocorrer a qualquer momento em pacientes que foram submetidos ao esvaziamento, o mesmo que retirada dos linfonodos (axilares, inguinais, retroauriculares). Nos casos de câncer de mama e próstata geralmente o espalhamento de células doentes tende ser pela rede linfática, o meu caso.
Desde 2002 eu faço acompanhamento fisioterápico particular com drenagens linfáticas semanais e auto-drenagem em casa para garantir que meu braço não inche. Deveria trabalhar com a luva anti-linfedema, mas prefiro correr risco a ser "sacaneada" com piadas e chistes ofensivos usando a tal luva.
Boooooooooooooora faxinar!
Em casa não precisa de máscaras...sociais!


Em casa é aparato completo para os serviços domésticos e as vezes até para escrever e digitar! Por que se teme tanto o inchaço do braço? Porque uma vez instalado, o linfedema tende a ser crônico; porque o inchaço DÓI; porque nos tornamos alvos de olhares indiscretos e perguntas indiscretas e até caras e bocas de repulsa; porque nos torna visíveis; porque nos coloca na categoria PNE- Portador de Necessidades Especiais! Não foi a mastectomia radical que me tornou uma PNE e sim o ESVAZIAMENTO AXILAR! Embora algumas pessoas hiper dotadas...de burrice, ironia, desrespeito não entendam ou finjam não entender o risco do linfedema que corro, eu tenho que me cuidar a cada segundo do dia! Então como "ESQUECER"?
ESQUECER É SE DESCUIDAR, COLOCAR-SE EM RISCO, JOGAR CONTRA O PRÓPRIO TIME!
Meu aparato anti-linfedema!

Seis anos de hormonioterapia (uso de Tamoxifeno para inibir o estrogênio, hormônio feminino que acelera o crescimento de tumores positivos a este hormônio (classificação dada em exame e orienta o tratamento) me deixou de orelhas em pé temendo a volta da doença! E ainda um medo eterno do braço inchar. Eu não tenho medo do linfedema, tenho pavor, medão do braço inchar e me incapacitar para qualquer atividade que faço e as que gosto como escrever e desabafar as "bofetadas" que ando levando nas voltas da vida!
NÃO SEI PENSAR MINHA VIDA SEM TRABALHO! Não me vi nem vejo aposentada por INVALIDEZ! Demorei a comprar carro usando o benefício aos Portadores de Necessidades Especiais até vencer e aceitar sem preconceito que sim, sou uma PNE!
Descubra seus limites na faxina, reparta as tarefas pelos dias da semana, não deixe de usar o aparato anti-linfedema! Se trabalhar fora: evite carregar peso no lado operado, evite tarefas repetitivas contínuas, é obrigatório pausar, descubra tudo que possa facilitar suas atividades em casa e no serviço.


Faça como eu, não se exponha a riscos desnecessários, nada de peso, cuidado com materiais cortantes, queimaduras no fogão, excesso de sol! Faça as drenagens manuais diárias conforme a orientação da fisioterapia e use a luva compressiva! Siga todas as orientações médicas e da fisioterapia religiosamente todos os dias! E o mais importante: NÃO DÊ MUITAS SATISFAÇÕES! Muitas vezes querem apenas nos humilhar e sacanear fingindo o tal "foi sem querer querendo"! Eu deixei muita gente me machucar; aguentei dor para provar o que sempre fui: excelente trabalhadora!
Sou chata? Em me expor sem necessidades ao risco de um acidente com materiais contaminados e/ou perfuro-cortantes? CLARO QUE SOU SUPER HIPER MEGA PLUS CHATA! E estou abrindo vaga no clube das chatas que não querem digrátis um linfedema! Agora...eu posso até não mandar na hora TNfuleco, mas elaboro uma escrita porreta  como esta e...é nóiiiiiiiis!