Postagens populares

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

CÂNCER: A IMPORTÂNCIA DO ACOMPANHANTE

ANTES MAL ACOMPANHADO, DO QUE SÓ!
Resultado de imagem para CANCER PACIENTE E  ACOMPANHANTE
http://drauziovarella.com.br/crianca-2/cancer-nas-criancas/

É isso mesmo! 
Um acompanhante é muito importante para compartilhar conosco medos e temores. Imagine-se sozinha (o) e recebendo um diagnóstico de um câncer! A cabeça entra em órbita!
Além disso, o médico precisa estabelecer, a partir do diagnóstico, como conduzirá o tratamento e se cada paciente entrar em “parafuso” como foi o meu caso, onde até o marido desmaiou, a consulta pode demorar horas ou ainda necessitar de outra consulta.
Pense em quantas vezes o médico tem que dar um diagnóstico deste por dia, por semana, por mês! As estatísticas do câncer de mama não são lá muito animadoras!
E além de “pirar” com o resultado, somos acometidos por mudez, surdez, perda de memória e cegueira!
http://www.oncomedmt.com.br/

Nada de eu e eu! É sempre eu, Deus e quem puder nos ajudar, entender-nos ou simplesmente quiser fazer turismo em clínicas e hospitais. Tem muita gente boa que adora isso: ficar perto de médicos, fazer trabalhos voluntários em hospitais, ajudar as pessoas, SER AMIGO. Valeu?
DICA: aprenda respirar!

Os exercícios respiratórios acalmam, controlam o medo, servem para um montão de coisas; por exemplo, ao fazer exames tipo mamografia, ultra-sons endovaginais, histerosalpingografia, que é a radiografia do útero, endoscopia digestiva e muitos outros exames, principalmente quando realizados pela primeira vez.
Tudo relacionado a doenças, tudo que é novo, toda primeira vez, dá medo, receio, e até apavora. E num é qui a gente até isqueci de respirar? Ô louco! Mas é a mais pura verdade. Então vamos lá:
Exercícios respiratórios: como fazer?
www.google.com.br/images. SUSPIROS PROFUNDOS são ótimos exercícios para ansiedade e soltar os ombros pregados nas orelhas. rsrsrs


Na sala de espera → Inspire uma boa quantidade de ar (encher o pulmão de ar), prenda-o por dez segundos e depois solte o ar pelas narinas, bem devagar, contando até dez. Descanse e repita o exercício pelo menos cinco vezes enquanto aguarda. Você pode também tampar uma narina e puxar o ar com a outra e depois soltar o ar lentamente. SUSPIRAR LONGAMENTE para soltar os músculos e ombros grudados nas orelhas.
Os exercícios não acabam com o medo ou mudam o diagnóstico, mas ajudam a controlar a ansiedade na sala de espera.


Exames e resultados

Quando fazemos exames de rotina, geralmente nossa postura é calma; as expectativas são boas e queremos mais é confirmar o que temos certeza: estamos bem de saúde!
Ao contrário dos exames de rotina, são os exames onde o médico, “suspeita” de algo ou nós mesmos, “suspeitamos” que alguma coisa não vai bem!
No caso dos tumores, dependendo do lugar, as pessoas “curtem” por anos e às vezes nunca operam, contrariando as ordens médicas. Quem não conhece pessoas que têm um lombinho no pulso, um carocinho no braço, no joelho, pé e até na cabeça e deixam quieto? São verrugas, cistos, quistos, enfim “nada”!
Quando o caroço é na mama... Aí a coisa muda de figura. A primeira coisa que se instala é o medo! Principalmente em nós mulheres que imediatamente decretamos que é um câncer e vamos ao médico como se estivéssemos indo para um abatedouro. Pois o câncer de mama não está no alvo da moda?
Calma, respire! Procure ir às consultas sempre acompanhada! E SAIBA QUE A MAIORIA DOS CÂNCERES SÃO CURÁVEIS NO DIAGNÓSTICO PRECOCE OU NEM TÃO PRECOCE!

Eu, Marina,  carcinoma invasivo, mama D. COMEMORANDO 14 ANOS DE CURA!

CONSELHO:Vá ao médico, mantenha em dia consultas ginecológicas e exames. Converse, tire dúvidas! SE TEM PLANO DE SAÚDE NÃO VACILE, FAÇA PELO MENOS A CONSULTA ANUAL. SE É SUS...PEGUE A SENHA E A FILA! Bju. Marina.