Postagens populares

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

ONCOLOGIA: TRABALHANDO COMO OS ANJOS DO SENHOR


DESABAFO

Nayarah Castro



A área profissional que eu escolhi envolve ajudar na cura de pessoas, mas também envolve o lado triste de nem sempre conseguir isso, é ver seu paciente partir. Isso se torna ainda mais frequente na especialidade que eu resolvi seguir: oncologia. Cuidar de pacientes com câncer se torna uma luta diária, dos pacientes e dos médicos mas nem sempre ganhamos as batalhas. 
Não tenho vergonha, nenhuma de dizer que hoje, naquela enfermaria de oncologia, eu chorei feito uma criança. Perdi minha paciente, de uma maneira não esperada, apesar de saber que sua doença era grave. Chorei de uma maneira que nem mesmo eu imaginava que faria um dia. Chorei pelos filhos pequenos que ela deixou. Chorei pelo marido dedicado que teve. Chorei pelos enfermeiros e técnicas que também choraram a partida de uma paciente que por um tempo, foi a luz da nossa enfermaria. Cada vez que eu chorar ao menos eh vou saber, que não importa o que a ciência ou a Medicina diga, eu ainda vou me sentir humana por me permitir ser tocada por meus pacientes.m, por continuar humana.
Nossa luz se apagou hoje. No lugar dela só ficou o que ela nos ensinou durante esse tempo que esteve conosco: por mais difícil que seja a vida, simplesmente sorria. Sorria mesmo que vc tenha que deixar seus filhos na sua cidade natal na busca de tratamento contra sua doença. Sorria mesmo passando o natal longe da família. Sorria mesmo com as agulhadas doloridas, mesmo com o cabelo caindo. Mesmo quando a saudade dos filhos apertava, mesmo quando vinham as dúvidas, ela sorria.
Tenho certeza que nesse período que eu fui sua médica, vc me ensinou tanto, tanta coisa, que eu nunca vou poder te agradecer. Obrigada por cada riso que me arrancou, obrigada por cada preocupação que me causou, cada mensagem que mandava tirando suas dúvidas. Obrigada por ter cativado os nossos corações, por ter conseguido roubar sentimentos bons de todos ao seu redor. Vc com seu jeito levado, uma mulher com traços de menina e tudo que eu mais desejava hoje é que isso fosse mais uma de suas brincadeiras, mas infelizmente não é. Eu quero lembrar de vc exatamente da última vez que eu te vi: feliz, alegre e sorrindo.
Vai com Deus, minha pequena. Um dia a gente se encontra 😞💔
P.S: ela tinha leucemia, não ca de mama. Mas tinha que desabafar :/